Fundação Cidade das Artes

Programação » Férias na Cidade das Artes

Evento Encerrado

Férias na Cidade das Artes



FÉRIAS NA CIDADE DAS ARTES - APRENDIZADO E MUITA DIVERSÃO!

 

Uma educação de qualidade promove vivências variadas.

Brincadeira, arte, contato com a natureza, trabalhos manuais fazem parte da boa formação de um indivíduo!

Durante estes três sábados, a Cidade das Artes promove encontros de experiências e oferece ao público um tempo livre de qualidade.

 

04/02 - CIRCO- ATIVIDADES CIRCENSES - 14h às 18h

O público vai conhecer através de um espetáculo teatral, a história do primeiro palhaço negro do Brasil. Em seguida vai se impressionar com os truques de magia, experimentar a graça de ser palhaço e algumas técnicas circenses. Por fim, terá  a alegria de assistir o espetáculo das Marias da Graça!

 

PROGRAMAÇÃO 04/02

 

14h - “UNIVERSO REDONDO - OS CIRCOS DE BENJAMIM” (duração de 50 min) com Cia.do Solo

Espetáculo infanto-juvenil que apresenta um pouco da história do primeiro palhaço negro do Brasil e que foi, na virada do século XIX, um dos principais artistas responsáveis pela criação do circo-teatro no Brasil. Encenado pela Cia do Solo, formada por Gabriel Sant´Ana e Martha Paiva, utiliza diversas linguagens como a palhaçaria, contação de histórias, manipulação de bonecos e música ao vivo.


14h às 17h “OFICINA  BRINCANDO DE PALHAÇO” com Teatro do Sopro - (duração de 50 min)

Em turnos variados com até 25 pessoas cada, o público poderá experimentar a graça de ser palhaço! Jogos e brincadeiras com os princípios da graça,passando por nomes, números e música.

 

Flavia Marco, formada pela Escola Picolino de Artes do Circo, é atriz e palhaça. Durante 3 anos participou do grupo de extensão da UFBA, Bobos da Corte, atuando em 4 espetáculos. Mas é com o grupo LUME, de pesquisas da UNICAMP, que faz sua formação como atriz e palhaça. Em 2000, fundou o grupo Palhaços para Sempre, primeiro grupo de palhaços dessa geração em Salvador (BA). Durante 10 anos o grupo manteve seu foco no treinamento do ator, criando espetáculos que são apresentados até hoje, e dando cursos de palhaço para atores e crianças. Em 2008 é contratada pela organização Jovia, no Canadá, e durante 4 anos atua em instituições de saúde com crianças e idosos, participando de formações e simpósios. Em 2012 funda no Rio de Janeiro o Teatro do Sopro, dando cursos para grupos similares como: Doutoras Música e Riso (BRA), Projeto Enfermaria do Riso (UNIRIO), e Operação Nariz Vermelho (Portugal). Atualmente o grupo pesquisa técnicas de atuação direta com públicos de diferentes idades, estados cognitivos, em instituições de saúde e espaços não-convencionais.

 

14h às 17h  “ OFICINA DE CIRCO” com Churumello Circus

 

Malabares Esta oficina conta com instrutores, dois artistas atuantes no cenário do malabarismo como performáticos e professores de técnicas de malabarismo. Os instrumentos utilizados: bolas, aros e argolas, diabolôs, swing-poi e claves. Esta atividade promove o desenvolvimento de coordenação motora, superação de limites, trabalho em equipe e, claro, diversão!

 

Bolhas de Sabão Gigantes Nesta oficina, o lado lúdico e a diversão são os principais objetivos. O artista Tiago Carva, palhaço e pesquisador sobre o universo das bolhas de sabão, demonstra o resultado de seus 3 anos de pesquisa para produzir as maiores e mais coloridas bolhas. Com diversos instrumentos, o público vive uma experiência sensorial.

 

Acrobacia de solo e Perna de Pau Atividade que demonstra aos participantes que o corpo humano também pode se transformar em instrumento de arte. Além de demonstrações das inúmeras possibilidades, os artistas estarão na condição de instrutores, demonstrando ao público as infinitas possibilidades de jogos corporais com acrobacias de solo e perna de pau.

 

15h ESPETÁCULO DE MÁGICA com Gabriel Montenegro - (duração de 50 min)

Ator de teatro desde os 12 anos, Gabriel é também mágico profissional e promete fazer muitos truques reais aqui na Cidade das Artes.

ENCERRAMENTO

17h “TEM AREIA NO MAIÔ” trupe As Marias da Graça.  (Duração de 1h)

A peça conta a história de quatro palhaças que resolvem ir à praia num belo domingo de sol. A trupe embarca num calhambeque rumo à Copacabana e a aventura começa com um pneu furado. Na praia, As Marias desfilam seus maiôs graciosos e divertidos. Enfrentam desastradamente, perigos no mar, chuva de verão e claro, areia no maiô.  Contam piadas, jogam frescobol, dançando coreografias ao som de Roberto Carlos, Elza Soares, entre outros. Muito bacana!

 

Marias da Graça O grupo foi criado em 1991, a partir de uma oficina de clown. Em sua formação inicial havia sete palhaças. Da formação original ficaram Geni Viegas, Karla Concá e Vera Ribeiro. São mulheres que trabalham o riso e escolheram a arte da/o palhaça/o para expressar o cotidiano feminino. Interferem assim, na visão tradicional deste universo artístico. Em 2003, Samantha Anciães integrou-se ao grupo. Foi nesse ano que o grupo se institucionalizou e fundou As Marias da Graça Associação de Mulheres Palhaças que tem como missão valorizar a arte da mulher palhaça dentro da visão do feminino. A partir dessa data tomamos consciência da nossa missão e definimos nosso foco de atuação, gerando uma série de atividades.

 

Roteiro: Denise Crispun

Direção: Beto Brown

Direção de arte: Rui Cortez

Palhaças: Indiana - Karla Concá

               Iracema -Samantha Anciães

               Maffalda - Geni Viegas

               Shoyu - Vera Ribeiro

Iluminação e coreografia: Beto Brown

Trilha sonora: Beto Brown e As Marias da Graça

 

 

REALIZADO

 

21/01 - ARTE DO BRINCAR - 14h às 18h

Um sábado dedicado ao tempo livre de qualidade com vivências artísticas,brincadeiras,contação de histórias, convívio familiar e encontro de pessoas.

 

PROGRAMAÇÃO 21/01

14h às 15h - FÁBRICA DE BRINQUEDOS

Durante uma hora as crianças vão aprender a confeccionar brinquedos simples e tradicionais com suas próprias mãos: o cavalo de pau e a peteca são as estrelas da atvidade!

 

15h:10 às 17h:10 - OFICINA DE ARGILA

O Público poderá explorar livremente o material. Quem quiser se aprofundar na experiência, arte-educadores estarão à disposição e porderão ensinar algumas técnicas especiais.

 

17h:20 às 18h - BOMBAS DE SEMENTE - Grupo Organicidade

As Crianças poderão fazer suas “bombas de semente” para depois semear frutos e hortaliças pelos canteiros da cidade. 

Criação de formas lúdicas de argila com sementes nos seus interiores. O Grupo ensinará  o funcionamento da “bomba de semente”, o seu potencial de germinação e o aprendizado que vem com a observação da natureza, através da escuta e respiração para promover o sucesso de qualquer plantio.

É a conscientização e a importância desse contato para a melhoria de vida nas grandes cidades. 

 

14h às 16h: “DANÇA CIRCULAR” com Denise Nagem

Brincar em roda de mãos dadas!

Vamos brincar com as nossas crianças e resgatar  a criança que existe em cada adulto, integrando todas as idades com o canto, a dança e os brinquedos cantados de vários povos.

 

Denise Nagem Arteterapeuta AARJ144, Especialista em Arteterapia pela POMAR/ISEPE  - Arquiteta pela FAU - UFRJ - Pós-graduada em Psicologia Analítica pela USU - RJ - Focalizadora de Danças Circulares, Artista Plástica. Coordenadora e Docente do Têmenos Arteterapia - Curso de Formação Profissional em Arteterapia  Coordenadora e Docente do Atelier Denise Nagem - Artes, Dança e Terapia. Diretora Editorial da AARJ - Associação de Arteterapia do Rio de Janeiro - Consultora do Selo Casa Saudável

 

16h às 18h: “ OFICINA DE BAMBOLES” com Camila Rocha

O Público poderá experimentar novas maneiras de brincar com o bambolê e participar de desafios e brincadeiras propostos pela instrutora Camila Rocha - formada pela Hoop Love Coach Training.

 

16h – Apresentação do Espetáculo:  “BIGORNA- SOBRE A LEVEZA INSUSTENTÁVEL DAS COISAS que conta a história de Bibi uma bicicleta Berlineta 78, que experimenta momentos de aventura, questionamento, partida e poesia junto à sua dona, companheiras inseparáveis. O trabalho protagoniza a figura da bicicleta convidando o espectador a compôr essa fração de tempo junto às personagens e é produzido a partir da performance/ocupação ''Escuto Histórias Sobre Bicicleta”.

 

16h30 – “ESCUTO HISTÓRIAS SOBRE BICICLETA” é uma performance/ocupação urbana itinerante que tem como veículo uma bicicleta tandem pedalada pelos irmãos Emilia e Fábio Alcoforado, que atravessam a cidade em busca de histórias para a criação do espetáculo ''Bigorna Sobre a Leveza Insustentável das Coisas''.

Pegue uma carona nessa nossa bicicleta de dois lugares e conte sua história.

 

LIVRE | 14h às 18h

 

  • BRINCADEIRAS TRADICIONAIS - cordas, piques, elástico e petecas disponíveis para o público explorar com liberdade
  • PINTURA LIVRE - pano e tinta disponíveis para pintura livre e você se divertir à vontade.
  • SLACKLINE - uma modalidade esportiva na qual o objetivo é a manutenção do equilíbrio sobre a fita de diversas formas.
  • ÁRVORE DE LIVROS - Espaço para leitura! É só se aventurar ao colher um livro e degustar os “frutos” de boas histórias.
  • OFICINA DE PIPAS com o MAX das PIPAS
  • ESTAÇÃO PARA BARCOS DE PAPEL

 

 28/01 - MÚSICA E MOVIMENTO - 14h às 18h

 Um dia para viver experiências sonoras, danças, instrumentos e ritmos da cultura brasileira.

 

PROGRAMAÇÃO 28/01

MÚSICA BRINCANTE COM MONIQUE DESIDERIO

“brincadeiras musicais tradicionais da infância, através de dinâmicas utilizando o corpo e a voz”

Atividades livres, abertas ao público. Entrada e saída livres. Além da banda, uma cesta com instrumentos musicais, objetos sonoros e cênicos estarão disponíveis para uso livre do grupo.

 

Monique Desiderio Especialista em Educação Musical pelo Fórum Latino americano de Educação Musical (FLADEM Brasil). Especialista em Educação Infantil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC rio). Graduada em Licenciatura Plena em Música pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EM/UFRJ). Professora de Música e musicista com atuação em escolas públicas e privadas do Rio de Janeiro. A partir de vivências apoiadas na abordagem Orff-Schulwerk desenvolve a musicalidade de crianças e adultos apresentando em sua prática elementos da cultura popular brasileira, criação coletiva de arranjos rítmico-corporais através da exploração sonora do corpo e de materiais sonoros diversos.

 

14h -  Ê BOI (duração 50min)

A narrativa do Bumba meu Boi, enquanto festejo da cultura popular brasileira, contada, cantada e encenada pelos visitantes presentes na Oficina. Uso de objetos cênicos e instrumentos livres.

 

15h e 16h BRINCADEIRAS MUSICAIS  (50min cada sessão).

Brincadeiras musicais tradicionais da infância, através de dinâmicas utilizando o corpo e a voz. A energia da roda de ciranda enquanto brinquedo popular da cultura brasileira e de diversos povos.

 

17h - BAILINHO (duração de 50min)

O uso da voz, através da magia do canto coletivo, do corpo em movimento e da dança enquanto fonte de energia e boas vibrações.

 

14h às 18h INSTALAÇÃO SONORA E ESTAÇÕES “FAÇA VOCÊ MESMO SEU INSTRUMENTO

Um mundo de parafernálias para o público experimentar um novo jeito de fazer música e criar o seu próprio instrumento.

 

16h às 18h “OFICINA DE DANÇAS POPULARES” com Rio Maracatu

Aula de dança abordando a dança popular brasileira, aprendendo as técnicas e os movimentos básicos da vivência do folguedo, que pode ser o Maracatu de Baque Virado ou Coco de Roda.

 

O Rio Maracatu é um grupo fundado em 1997 no Rio de Janeiro, nascido da união de músicos pernambucanos e cariocas para resgatar e valorizar uma parte importante da nossa rica cultura musical. A partir do Maracatu de Baque Virado, tradição da cidade do Recife, o grupo desenvolve um trabalho de pesquisa e execução de ritmos, cantos e danças tradicionais brasileiras, como a Ciranda, o Coco e o Ijexá, além do Maracatu.

 

O Rio Maracatu é um eixo ativo do amplo movimento de retomada e renovação do Carnaval de Rua Carioca, tendo como parceiros naturais de trabalho grupos como Jongo da Serrinha, Cordão do Boitatá, Céu na Terra, Monobloco, entre outros. Hoje, graças a esse movimento, o Rio de Janeiro reconquistou uma tradição que estava se perdendo. União do grupo com os alunos de percussão e dança, formados nas suas oficinas. Sua formação pode variar de acordo com os eventos.

Arte e Educação

Informações Gerais

Datas

21/01 a 04/02

Horários

Sábado - 14:00 às 18:00

Local

Cidade das Artes

Sala

Cidade das Artes

Classificação Etária

Livre

Programação Gratuita

Demais Eventos da Programação

​Interlocuções: Psicanálise e Literatura 10/03 a 28/07 Arte e Educação ​ Interlocuções | Psicanálise e Literatura Joyce com Lacan é o que propomos para 2017   Iniciaremos com a leitura do romance de James Joyce "Um retrato do artista quando jovem" (1916). A tradução recomendada é de Bernardina da Silveira Pinheiro publicada em 2006. O escritor tornou-se célebre por sua experimentação com a linguagem. Joyce explora ao máximo a linguagem. Inventa-se artista quebrando frases, picando palavras, desmantelando falas impostas. "A literatura depois dele não pode mais ser o que foi antes.  Os encontros serão realizados nos dias 10 e 24/03  |  07/04  |  05 e 19/05  |  02, 16 e 30/06  |  14 e 28/07 - sextas-feiras.   Grupo de estudo quinzenal  ​C​oordenadores Gilda Pitombo Mesquita e Marília Flores [+] saiba mais Precisamos falar sobre Shakespeare | "Rei Lear" 17/03 a 23/06 Arte e Educação Precisamos falar sobre Shakespeare | "Rei Lear"   Rei Lear é uma apaixonante tragédia, que trata de loucura, velhice, vaidade, integridade... Vamos nos encantar com a riqueza de Shakespeare, a partir de genial narrativa e personagens inesqueciveis. O grupo de leitura  | estudo é aberto a todos que desejam falar sobre Shakespeare, e tem ênfase na articulação com a psicanálise. Os encontros serão realizados nos dias  17 e 31/03  |  28/04  |  12 e 26/05  |  09 e 23/06  - sextas-feiras   Grupo de estudo quinzenal  Coordenadora Lísia Filgueiras, psicanalista [+] saiba mais Exposição Vicente de Mello | Utopia Lírica + Fugitivo 01/04 a 28/05 Artes Visuais Utopia Lírica Em Utopia lírica, quis desenvolver uma visão particular sobre a arquitetura e o urbanismo da cidade, como se o que já se conhece dela e o que é relembrado fossem as camadas que originam uma “transvisão” – não um desvio, e sim uma nova ordem: uma leitura subjetiva e atemporal. Brasília representou, para a fotografia, algo semelhante que foi para a arquitetura: um marco no modernismo fotográfico do país, que resultou em registros incessantes que logo levaram a certo desgaste imagético. Fotografei os lugares conhecidos e também os pouco comentados, como a torre de TV  projetada por Lucio Costa, os edifícios funcionais, militares e religiosos de Oscar Niemeyer, procurando encontrar uma fagulha que desencadeasse uma imagem vigorosa.   Fugitivo  Um farol náutico congelado é um projetor de cinema em transe, um facho continuo que projeta um só fotograma sem imagem, límpido e branco. Fugitivo é uma instalação dentro das práticas criada por Hélio Oiticica e Neville de Almeida, do QUASI-CINEMA que são experiências com o uso dos recursos cinematográficos ou referentes a ele.Velhos spots de fotografias reunidos em uma única torre, são refugos da memória física e da transformação das utopias.  A luz que atraem os insetos é a mesma que revela imagens fulgazes nas telas. A mesma que alerta e emociona. Do cinema vem a tridimensionalidades das latas de transporte de filmes de 70 mm, dos anos sessenta, latas que guardei por 36 anos a procura de uma nova significação. Nos espaços das latas para identificação dos filmes, imagens impressas de faróis náuticos em várias cromaticidades, referenciando  evolução das películas , do preto e branco ao magenta do esmaecimento dos Technicolors. Fugitivo se mimetiza a todos os espaços, de cubos neutros à espaços em estado de abandono. O grande deflagrador da instalação é que qualquer arquitetura se amalgama à obra,  em uma unidade própria das intervenções em espaços não programados ( cantos, quinas, porões, depósitos ...). O farol que guia para fora do perigo, é o mesmo que atrai, como a doce perversão do canto das nereidas, traiçoeiras para armadilhas mortais, como o cinema que inebria e transporta para universos efêmeros. [+] saiba mais Enfim, Sexta! 07/04 a 08/12 Música "Enfim, Sexta!" Toda sexta-feira uma apresentação gratuita pra você! Venha curtir o melhor da música brasileira. O projeto contará com a presença de artistas renomados da música brasileira, que se apresentarão todas as sextas-feiras ao longo do ano, a partir das 18h. O público poderá desfrutar de uma programação totalmente gratuita na Praça da Cidade das Artes, com grandes nomes da música. O projeto inicia na primeira sexta-feira do mês de abril. Inicialmente serão duas atrações a cada sexta, sendo uma atração principal e a segunda a definir.   Confira a programação já confirmada:   21/04 - Orquestra Carioca de Choro  |  Nina Wirtti  |  Tempero Carioca 28/04 - Ana Costa     [+] saiba mais Jorginho de Carvalho | Oficina de Iluminação Compartilhada | “A Construção de uma Iluminação Cênica” 18/04 a 03/05 Outros Realização: AIA - Atelier de Iluminação e Associados  "O Iluminador Jorginho de Carvalho irá compartilhar seu processo de criação da Iluminação cênica do novo espetáculo "Cão Sem Plumas", da Cia. de Dança Deborah Colker com os integrantes da oficina. Esta Oficina tem como público alvo todas aquelas pessoas que se identificam ou atuam com as linguagens das artes cênicas. Nosso foco será direcionado para o acompanhamento de um processo criativo de construção de uma Iluminação Cênica profissional." Os participantes terão a oportunidade de acompanhar a criação da Iluminação Cênica do novo espetáculo da Cia. De Dança Deborah Colker, "Cão sem Plumas".     O espetáculo é baseado na obra do autor pernambucano João Cabral de Melo Neto e é a 11ª criação do Iluminador Jorginho de Carvalho junto à Companhia.     Será proposta uma imersão no universo da  Iluminação Cênica, desde os primeiros ensaios à efetiva criação e execução do plano de luz na Grande Sala da Cidade das Artes.   [+] saiba mais Era Só Por Uma Noite... (Guerra Doce) 22/04 a 30/04 Teatro Baseada em uma história real, Guerra Doce trata da vida de três pessoas completamente diferentes. André estuda filosofia, pinta quadros e leva uma vida libertina. Um jovem descolado e leve. Gustavo, um empresário bem sucedido, conservador e acabara de ser traído por sua esposa. Carol dança e canta na noite para pagar a faculdade e é apaixonada por André. Um encontro inesperado em um bar na final da Copa do Mundo de 1994 muda a rumo da vida deles. No desenrolar da história a descoberta de uma doença terminal em um deles os leva a repensar sobre suas vidas. [+] saiba mais Cintia Barreto Cidade dos Contos | Oficina de Literatura Infantil e Juvenil 25/04 a 16/05 Arte e Educação O projeto “Cidade dos Contos” é uma parceria da cidade das Artes com a “Belazarte Realizações Artísticas” e apresenta na sala de leitura da Cidade das Artes, umaprogramação de apresentações literárias, palestras, oficinas de formação e aprimoramento de contadores de histórias, professores, agentes de leitura e amantes da palavra, escrita e falada.  Oficina de Literatura Infantil e Juvenil Panorama histórico da Literatura Infantil Brasileira. Fábulas, Contos de Fadas e Poesia: tradição e contemporaneidade. Aspectos da Literatura para Crianças. Principais temas, autores e ilustradores. A Lei 11.645/08: sugestões de livros de temáticas africanas e indígenas. Elaboração de plano de aula com livros infanto-juvenis. Confecção de livros artesanais.   Inscrições: saladeleitura@cidadedasartes.org ou 3325-0448  Exclusivo para professores, bibliotecários e agentes de leitura. ​50% de desconto para professores da rede municipal.  Mínimo de 8 pessoas para a realização do curso.  Capacidade: 30 vagas [+] saiba mais Comida, Diversão e Arte 25/04 a 13/11 Outros A CIDADE DAS ARTES tem prazer em apresentar o seu novo projeto: COMIDA, DIVERSÃO E ARTE. Terça-feira é o dia de falarmos sobre GASTRONOMIA, quarta é pra se DIVERTIR dançando e quinta é o dia das ARTES. A cada semana teremos diferentes atrações como oficinas, bate-papos, aulas de dança, exibições de filmes e muito mais. E o melhor, as atividades são sempre  gratuitas! O projeto é direcionado para adultos com energia de sobra para aprender e trocar saberes, sabores e muitas experiências. Confira a programação: 25/04 | COMIDA - TIA SURICA Os segredos da Feijoada da Tia Surica 26/04 | DIVERSÃO - EVERSON COSTA Aula de dança com o professor 27/04 | ARTE - BETTY FARIA Descontraído bate-papo com a atriz Betty Faria   [+] saiba mais As Quatro Estações Portenhas | Johann Sebastian Rio | Domenico Nordio 13/05 Música Orquestra Johann Sebastian Rio e o premiado violinista italiano Domenico Nordio homenageiam Astor Piazzolla com uma noite portenha na Cidade das Artes - 13 de maio, sábado   A Orquestra Johann Sebastian Rio traz novamente ao Brasil o violinista italiano Domenico Nordio como solista convidado do concerto que acontece no dia 13 de maio, sábado, na Cidade das Artes. Eles apresentam As Quatro Estações Portenhas (1965-1970), do compositor argentino Astor Piazzolla (1921-1992) - originalmente criada para violino, guitarra elétrica, piano, baixo e bandoneón.   A obra é dividida em quatro: Verão Portenho (1964), Outono Portenho (1969), Primavera Portenha e Inverno Portenho (1970). A peça não foi criada a princípio como uma suíte em quatro movimentos, mas é apontada frequentemente como um contraponto moderno da célebre As Quatro Estações, de Vivaldi.  O termo ‘portenho’ refere-se à cidade de Buenos Aires, na qual Piazzolla se estabeleceu a maior parte da vida e absorveu suas principais referências musicas ligadas ao tango e ao clássico - que mesclou aos elementos de jazz trazidos do tempo em que viveu em Nova York.   "Escolhemos Piazzolla porque é um grande compositor que transita entre o clássico e o popular e essa característica também é uma marca registrada da Johann. Teremos novamente o prazer em receber um dos melhores violinistas da atualidade, o Domenico Nordio. Ele esteve aqui no ano passado e gravou com a gente o vídeo A Primavera Portenha, que está no nosso canal no YouTube. Agora o público terá a oportunidade de ouvir As Quatro Estações Portenhas na íntegra, em um local com uma das melhores acústicas da América Latina, a Sala de Música de Câmara da Cidade das Artes," comenta o violinista, maestro e diretor artístico da orquestra Felipe Prazeres.   O concerto integra o projeto de temporada da Johann Sebastian Rio patrocinado pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e empresa Rio Galeão, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.   [+] saiba mais Uma Nota Que Elas Notam 26/05 Música Cidade das Artes recebe espetáculo “Uma Nota Que Elas Notam” Evento promove valorização da mulher e a feminilidade criativa A KA Produções Artísticas confirmou o próximo destino do Tour “Uma Nota Que Elas Notam” 2017. O projeto está a todo vapor e estreará no Rio de Janeiro em 26 de maio, na Cidade das Artes, Barra da Tijuca, com início às 20h. Neste evento, já estão certas as presenças de Fátima Souza, Karla Fioravante, Celina Borges, Andreia Zanardi, Suely Façanha, Dalva Tenório, bem como a participação especial de Aline Brasil, Ana Gabriela, Allyson Castro e Zezé Luz, que também será a homenageada da noite. O musical surgiu em 2010, em São Bernardo do Campo (SP), com o objetivo de homenagear as mulheres em suas mais diversas atuações na sociedade, mesclando vozes e carismas, estilos e o melhor da música cristã e secular. Esta é a 9ª edição do show e a primeira em solo carioca. Realizado no mês de maio, quando se recorda Nossa Senhora de Fátima, o musical aproveita para celebrar os 100 anos da aparição de Fátima e os 300 anos de Aparecida, exaltando a figura feminina e a sua importância no mundo. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail contato@kaproducoes.com, e nos acompanhe nas redes sociais. Sobre Andreia Zanardi Paranaense, da cidade de Colorado, Andréia deu seus primeiros passos no mundo musical aos 8 anos. Ela já tem dois CD’s solo lançados, sendo um deles produzido pela gravadora Paulinas no ano de 2003. A cantora também é formada em Hotelaria Hospitalar e tem uma ótima organização, cuida da agenda do grupo, auxilia a assessoria dos trabalhos e é convidada a fazer backing vocal em diversos CD’s católicos. Sua história com o grupo Cantores de Deus vem desde 2004. Sobre Dalva Tenório Paulista de nascimento e pernambucana de criação, Dalva tem uma bela caminhada como cantora no meio católico. São 30 anos de experiência solo e quase 20 junto ao grupo Cantores de Deus. Desde a infância teve contato com estúdios e gravações. Conheceu o Pe. Zezinho, scj, em 1994, quando recebeu o convite para cantar no CD "Quando a gente encontra Deus", que foi o início de seu incansável serviço de evangelização. Sobre Fátima Souza  Mãe, pregadora, pedagoga e ministra musical da Palavra de Deus, Fátima Souza teve uma infância muito próxima do Senhor e de Nossa Senhora. Desde os 14 anos começou a moldar seu dom para a música. Desde então, sempre se pôs como serva à disposição de Deus em sua Diocese.  Passou 7 anos como vocalista do Ministério Adoração e Vida, e hoje segue carreira solo, como missionária anunciando a Boa Nova por todo território brasileiro.   Sobre Karla Fioravante Integrante do Grupo Cantores de Deus, a cantora faz um trabalho de evangelização através da música há quase 20 anos. Escritora, psicóloga e musicoterapeuta, Karla mostra com sua vida e formação que podemos explorar o potencial que Deus nos dá com liberdade, alegria, responsabilidade e leveza. O musical "Uma Nota Que Elas Notam" tem a honra de ser dirigido musicalmente por ela desde a sua primeira edição. Karla também é escritora e está divulgando seu segundo livro: “Entre Tantos”.    Sobre Suely Façanha Com 20 anos de estrada, Suely Façanha está em uma nova fase de sua carreira musical. A cantora lançou recentemente seu nono álbum, intitulado “Jesus”.  Se reinventando como artista, ela conta com novos aspectos de público, linguagem, e até mesmo de sua estética e musicalidade a serviço da evangelização de uma maneira jovem, viva e dinâmica.  O repertório do novo álbum traz canções inéditas e baladas, que se tornaram características marcantes de Suely nos últimos tempos.   Sobre Celina Borges Com 30 anos de serviço por meio da Renovação Carismática Católica, Celina Borges se destaca pelas suas composições e pela voz forte.  Sua carreira começou como professora de piano.  As músicas em forma de oração são marca registrada do seu ministério.  A cantora já recebeu  o Troféu Louvemos nos anos de 2010 e 2013 nas categorias "Melhor intérprete feminino" e "Melhor compositor". Em 2016, realizou o lançamento de seu mais novo trabalho 'Quem é você?'. [+] saiba mais