Fundação Cidade das Artes

Programação » Festival de Teatro do Rio

Evento Encerrado

Festival de Teatro do Rio



PROGRAMAÇÃO GRATUITA

 

Dia 7 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Estamira - beira do mundo

 

SINOPSE: Uma catadora de lixo, doente mental crônica e com uma percepção do mundo surpreendente e devastadora que faz provocações profundas sobre os modos de vida e a organização da sociedade. A peça não só é um documentário sobre Estamira, mas também um depoimento pessoal e artístico de Dani Barros, que reconheceu na história da personagem da vida real retratada no filme de Marcos Prado parte da sua experiência pessoal. O pano de fundo da história é o lixão, porta pela qual adentramos o universo de Estamira, onde são encontradas cartas, memórias e histórias que não se podem jogar fora.

DURAÇÃO: 75 minutos

CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS

 

GRUPO: Momoenddas Produções Artisticas (Rio de Janeiro-RJ)

TEXTO: Danielle Barros e Beatriz Sayad (incluindo trechos de: Ana Cristina Cesar, Antonin Artaud, Estamira Gomes de Souza, Manoel De Barros, Michel Foucault e Nuno Ramos)

DIREÇÃO: Beatriz Sayad

ELENCO: Dani Barros

DESIGN DE LUZ: Tomás Ribas

CENÁRIO: Aurora Dos Campos (com colaboração de Beatriz Sayad e Dani Barros)

FIGURINO: Juliana Nicolay

DIREÇÃO MUSICAL: Fabiano Krieger e Lucas Marcier

ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Marina Provenzzano

PREPARAÇÃO CORPORAL: Georgette Fadel

PREPARAÇÃO VOCAL: Luciana Oliveira

INTÉRPRETE DO FADO: Soraya Ravenle

PREPARADOR VOCAL DE SORAYZ RAVENLE: Felipe Abreu

OPERADOR DE LUZ E CONTRA-REGRA: Sandro Lima

OPERADOR DE SOM E MICROFONISTA: João Mattos

BONECA: Getúlio Damado

ASSISTENTE DE CENOGRAFIA: Camila Cristina

COSTUREIRA: Cleide Moreira

COLABORADORA: Ana Achcar

COORDENAÇÃO GERAL: Dani Barros

REALIZAÇÃO: Momoenddas Produções Artísticas

 

Dia 8 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Curral Grande

 

SINOPSE: Quatro atores revisitam o fato histórico da existência de Campos de Concentração no Nordeste dos anos 30 e revezam-se entre mais de 40 personagens para contar esta história de maneira lúdica e dinâmica.

DURAÇÃO: 70 minutos

CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS

 

GRUPO: Coletivo Ponto Zero (Rio de Janeiro-RJ)

TEXTO: Marcos Barbosa

DIREÇÃO: Eduardo Machado

ELENCO: Brisa Rodrigues, Brunna Scavuzzi, Carlos Darzé e Lucas Lacerda

DIREÇÃO MUSICAL: Pedro Maia e Ricardo Borges

CENOGRAFIA: Eric Fuly e Eduardo Machado

FIGURINO: Coletivo Ponto Zero

MODELISTA: Suely Gerhardt

ILUMINAÇÃO: Elton Pinheiro

OPERAÇÃO DE LUZ: Elton Pinheiro/Jessica Lamana

OPERAÇÃO DE SOM: Miguel Araújo

IDEALIZAÇÃO E PRODUÇÃO: Coletivo Ponto Zero

COPRODUÇÃO: Geovana Araujo Marques

FOTOGRAFIA: Ricardo Borges e Marília Cabral

PROGRAMAÇÃO VISUAL: Uriel Bezerra

 

 

Dia 9 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Caravana de Sonhos

 

SINOPSE: Mescla de Comédia Dell’Arte com cultura nordestina, conta a história de Totó Caldeiras, o galã bonitão e poderoso, apaixonado pela esposa Juliet Stone, que gosta mesmo é do poeta Chicório Melôncio, que foi se apaixonar por uma hippie que vive em alfa e cai de amores por Chiquinho Gago, filho de Totó e Juliet e morre de encantos por Tininha, apaixonada em Ralé Malandro, um liso danado louco em Despirocada, empregada desbocada de Totó e Juliet. E é aí que vem o babado: Despirocada é apaixonada, doidinha daquelas paixões de dar fogo no faniquito, adivinhe por quem? Pelo próprio patrão!

DURAÇÃO: 80 minutos

CLASSIFICAÇÃO 16 ANOS

 

GRUPO: Arte em Cena (Volta Redonda – RJ)

TEXTO: Stael de Oliveira e Nei Rafael

DIREÇÃO: Stael de Oliveira

ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Nei Rafael

ELENCO: Akauã Santos, Cássio Duque, Douglas Parreira, Fábio Lacerda, Isabela Oliveira, Lucas Monteiro, Paula Monteiro e Rebeca Monteiro

TRILHA SONORA: Sérgio Bentes

ILUMINADOR: Caverninha

OPERADOR DE LUZ: Lucas Oliveira

SONOPLASTIA: Thales Ribeiro

OPERAÇÃO DE SOM: Thiago Ribeiro

 

Dia 10 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Mercedes

 

SINOPSE: Fruto de uma linguagem de pesquisa afro fisicalizada, o espetáculo aborda a vida de Mercedes Baptista, primeira bailarina negra a compor o corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e principal percussora da dança afro-brasileira pelo mundo. O universo da ficção submete um retorno às expressões afro-brasileiras, através da apresentação de uma narrativa em torno da construção da identidade negra na dança brasileira, contada a partir de fatos reais e fictícios da vida da personagem título. A peça mergulha na história dessa personalidade, que atingiu lugar de prestígio no Brasil e no Mundo, a partir de uma visão poético-corporal das danças de matriz negra e folclóricas do Brasil.

DURAÇÃO: 70 minutos

CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS

GRUPO: EMÚ (Rio de Janeiro-RJ)

Dia 10 de dezembro – (local e horário?)

TEXTO: Sol Miranda E Cássio Duque

DIREÇÃO: Juracy de Oliveira e Thiago Catarino

SUPERVISÃO DE DIREÇÃO: Fabiano de Freitas

ELENCO: Ariane Hime, João Paulo Alves, Paula Pardon, Reinaldo Junior, Sol Miranda, Tatiana Henrique e Tuany Zanini

DIREÇÃO MUSICAL: Sérgio Pererê

ILUMINAÇÃO: Paulo César Medeiros

TRILHA ORIGINAL: Kadú Monteiro e Sérgio Pererê

CENÁRIO: Juracy de Oliveira e Adriano Farias

BAILARINOS: Renata Araújo, Priscila Lúcia, Evandro Machado, Felipe Araújo e Diogo Nunes

PERCUSSÃO: Léo Carvalho

VIOLONCELO: Raquel Terra

PIANO: Rafael Motta

FLAUTA: Chico Brum

ILUMINADOR DE CENA: Hebert Said

 

 

Dia 11 de dezembro - Cidade das Artes - 18h

PEÇA: Amor,te

SINOPSE: Sobre amor, sobre morte e sobre nós mesmos. Amor, te. reúne histórias e os conflitos que carregam as relações a dois.

DURAÇÃO: 60 minutos

CLASSIFICAÇÃO 16 ANOS

 

GRUPO: Teatro Vírgula (Rio de Janeiro-RJ)

TEXTO: Teatro Vírgula

DIREÇÃO: Pedro Struchiner

ELENCO: Akauã Santos, Ana Karenina Riehl, Ana Luiza Fabião, Carol Vilela, Fabio Alavez, Katiuscia Dantas, Luan de Almeida, Luis Gustavo Soares, Natali Barbosa e Talita Bildeman

TRILHA SONORA ORIGINAL (ao vivo): Gabriel Ballesté

CENOGRAFIA: Alice Cruz

ASSISTENTE DE CENOGRAFIA: Lina da Hora

FIGURINO: Luisa de Oliveira

ILUMINAÇÃO: Pedro Struchiner

ACOMPANHAMENTO TEÓRICO: Candida Sastre e Sandro Melo

PREPARAÇÃO CORPORAL: Laura Collor

VISAGISMO: Talita Bildeman e Ana Karenina Riehl

PROJETO GRÁFICO: Sandro Melo

 

Dia 13 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Ser ou...não sei!

SINOPSE: Em um local abstrato repleto de caixas, dois personagens apresentados como crianças percorrem um caminho de sonhos, segredos e descobertas em busca da melhor fase da vida. Em suas jornadas encontram a dúvida e deparam-se com o conflito entre o temor e a liberdade de “sair de dentro da caixa”.

DURAÇÃO: 60 min

CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS

GRUPO: COMBI – Companhia Brasileira de Interpretação (Rio de Janeiro-RJ)

TEXTO: Malu Saldanha

DIREÇÃO: Júlio Venâncio

ELENCO: Almir Rodrigues e Malu Saldanha

SONOPLASTIA: Júlio Venâncio

CENOGRAFIA: Júlio Venâncio

ILUMINAÇÃO: Bruno Henrique Caverninha e Victor Tavares

FIGURINO: Almir Rodrigues e Tiago Costa

PREPARAÇÃO CORPORAL: Sarah Cristina Carvalho

CONTRARREGRA: Marco Barroso, Ronaldo Belardo, Rodrigo Veras e Edilson Salles

AUXILIAR DE PRODUÇÃO: Cris Silva

 

Dia 14 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Se vivêssemos em um lugar normal

 

SINOPSE: Adaptação teatral da obra literária homônima do escritor mexicano Juan Pablo Villalobos. A história narra a saga de Orestes, um dos sete filhos de uma família cujo pai é um professor de educação cívica, mestre em propagar todo tipo de impropérios, e a mãe, uma típica personagem de dramas mexicanos. Dentro da “caixa de sapato”, apelido que a família dá a casa em que vivem, no morro da "Puta que pariu", o protagonista tenta entender sua situação econômica e mudar o curso de sua própria sorte. De uma narrativa cômica, dinâmica e irônica, essa tragicomédia resultará em uma encenação deliciosamente subversiva.

DURAÇÃO: 60 minutos

CLASSIFICAÇÃO 14 ANOS

 

GRUPO: Cia Teatral Milongas (Rio de Janeiro-RJ)

TEXTO: Juan Pablo Villalobos (adaptação Roberto Rodrigues)

DIREÇÃO e ATUAÇÃO: Roberto Rodrigues

SONOPLASTIA: Matheus Rebelo

DIREÇÃO DE MOVIMENTO: Maria Celeste Mendozi

DIREÇÃO VOCAL: Jane Celeste

ARTISTAS COLABORADORES: Breno Sanches, Hugo Souza, e Matheus Rebelo

TRILHA SONORA: Victor Hora

FIGURINO: Bruno Perlato

ILUMINAÇÃO: Adriana Milhomem

FOTOGRAFIA: Renan Lima e Thiago Cristaldi

DIVULGAÇÃO: Lyvia Rodrigues

PRODUÇÃO: Pagu Produções Culturais

REALIZAÇÃO: Cia Teatral Milongas

 

Dia 15 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

BORRA

 

SINOPSE: Oito personagens que têm seus destinos cruzados dentro de uma cela. A sobrevivência é a única regra em um mundo protegido pelas grades do sistema carcerário. Esta montagem provoca um discurso a partir das imagens simbólicas de oprimido e opressor: os presos que estabelecem uma ordem dentro da cela, o sistema carcerário que estabelece uma ordem dentro da prisão, a justiça que estabelece uma ordem no sistema, o governo que instaura a sua justiça e a sociedade que compactua, mostrando um sistema frágil em todas as suas relevâncias. Livremente inspirada na obra de Plínio Marcos.

DURAÇÃO: 60 minutos

CLASSIFICAÇÃO 16 ANOS

 

GRUPO: Trupe Investigativa Arroto Cênico / Confraria de Teatro Nau dos Loucos (Nova Iguaçu-RJ)

TEXTO: Rodrigo de Lima Pinto

DIREÇÃO: Marcos Covask

ELENCO: Alessandro Salgueiro, Beto Monteiro, Eric de Moraes, Erick Galvão, Eudes Cabral, Felipe Carreiro, Jonathan Silva, Luiz Machado, Marlon Souza, Pablo Pereira, Ygor Lima

ILUMINADOR: Bruno Henrique Caverninha

CENÁRIO: Roniere Souza e Marcos Covask

FIGURINOS: Marcos Covask

CONTRAREGRA: Virgínia Adler e Ronaldo Peres Cognato

PRODUÇÃO: Camila Curty e Rafael Fonseca

 

Dia 16 de dezembro - Cidade das Artes - 21h

Em um lugar chamado Lugar Nenhum

 

SINOPSE: Uma história de amor que mistura fábula e realidade e busca inspiração na literatura de cordel. Em 1950, num vilarejo longínquo chamado “Lugar Nenhum” pouco tempo tinha desde a chegada do maior meio de comunicação na cidade - o Rádio. Através dele, os pacatos cidadãos daquele local tomam conhecimento do mundo. Sem que percebam, seja para o bem ou para o mal, esse aparelho moderno vira de ponta cabeça a vida de um jovem casal que estava fadado a se conhecer, casar, trabalhar, ter filhos e só.

DURAÇÃO: 80 minutos

CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS

 

GRUPO: Raiz (Rio de Janeiro-RJ)

TEXTO: Agatha Duarte

DIREÇÃO: Rogério Fanju

ELENCO: Agatha Duarte, Daniel Carneiro e Samuel Paes de Luna

CENÁRIO: José Dias

PROJETO DE ILUMINAÇÃO E DESIGN DOS GOBOS: Leyza Vidal

ILUMINADOR ASSISTENTE: Luiz Oliva

OPERADOR DE LUZ: Romiro Vasquez

OPERADOR DE SOM: Rogério Fanju

DIREÇÃO DE MOVIMENTO: Sandra Prazeres

FIGURINOS: Daniele Geammal

ASSISTENTE DE FIGURINO: Lu Ribeiro

MODELISTA: Maria Amélia da Silva

COSTUREIRA: Conceição Teixeira Faria

DIREÇÃO MUSICAL E TRILHA ORIGINAL: Roberto Bahal

FOTOGRAFIA: Robson Sanchez

PROGRAMAÇÃO VISUAL: Johnny Ferro

IDEALIZAÇÃO: Agatha Duarte e Rafael Canedo

AUTOR DO POEMA “Paisagem de Interior”: Jessier Quirino

CONTRARREGRA: José Pereira

PRODUTOR: Rafael Canedo

 

 

Teatro

Informações Gerais

Datas

07/12 a 17/12

Horários

08, 09, 10, 14, 15 e 16/12 às 21h

11/12 às 18h

17/12 às 17h30

 

Local

Cidade das Artes

Sala

Eletroacústica

Classificação Etária

12 Anos

Demais Eventos da Programação

Comida, Diversão e Arte 25/04 a 20/12 Outros A CIDADE DAS ARTES tem prazer em apresentar o seu novo projeto, COMIDA, DIVERSÃO E ARTE. Terça-feira é o dia de falarmos sobre GASTRONOMIA, quarta é pra se DIVERTIR dançando e sábado é o dia das ARTES. A cada semana teremos diferentes atrações como oficinas, bate-papos, aulas de dança, exibições de filmes e muito mais. E o melhor, as atividades são sempre gratuitas! O projeto é direcionado para adultos com energia de sobra para aprender e trocar saberes, sabores e muitas experiências.   Confira a programação:       Toda Quarta-Feira | 16h | Aula de dança de salão com o professor Everson Costa.              DIA 28 | 16H | Aula de gastronomia | Prato do dia - Salada de Espaguete de Abobrinha e Palmito Pupunha | Convidada - Renata Monteiro Convidamos a Chef Renata Monteiro, do restaurante Gula Gula, para nos ensinar a preparar uma maravilhosa salada de espaguete de abobrinha e palmito pupunha com salmão defumado, bolinha de cream cheese e farofinha crocante.  Só com essa descrição já deu água na boca, né? Então não perca, esperamos você pra aprender e degustar essa delícia.    Renata Monteiro: uma cozinheira gaúcha com alma carioca Chef operacional do Gula Gula é a responsável por garantir a qualidade e o padrão das receitas da rede de restaurantes que está há mais de 33 anos no mercado. A chef Renata Monteiro pegou o gosto pela comida acompanhando os seus avós na cozinha. Nascida em Uruguaiana, Rio Grande do Sul, trocou a faculdade de Publicidade, já no 7º período, pela Escola de Chefs de Porto Alegre para viver seu sonho de ser cozinheira. Sua paixão pela praia fez com que ela aportasse em Florianópolis onde trabalhou com o Chef Elton Costa, da Cantina Sangiovese. Só que a proximidade com o mar não bastava, era preciso estar perto do Cristo. Em 2012, Renata mudou-se para o Rio de Janeiro onde foi contratada pelo Gula Gula e onde ocupa a posição de Chef Operacional, garantindo a qualidade e padrão dos restaurantes da rede. Além de atuar como braço direito nas criações da Chef Nanda de Lamare. A chef une criatividade e experiência com operação – adquirida em um estágio na Disney ainda enquanto cursava Publicidade – para encarar os desafios que surgem e é o clima acalorado da cozinha o seu maior motor do dia-a-dia.   ​LOCAL: Café das Artes             DIA 02 | 10H |  Tema - Como se Maquiar para as Festas de Final de ano | Cconvidada - Mica Blyth    Convidamos Mica Blyth para nos ensinar truques de maquiagem para o Natal e Réveillon. Mica tem como verdadeiro propósito, ajudar e inspirar mulheres através da beleza, compartilhando conhecimento e aprendizado. Apaixonada por esse mercado, é designer de moda, maquiadora profissional, hair stylist e beauty & life coach. Hoje trabalha principalmente com noivas, produção de ensaios fotográficos, ministra cursos de auto maquiagem e trabalha com maquiagem das artistas do programa Dancing Brasil apresentado por Xuxa Meneghel. Além disso, Mica hoje é sócia do @VivaNaoPira no Instagram, um projeto lindo no qual trata os assuntos como depressão e síndrome do pânico abertamente.   LOCAL: Sala de ensaio 3             DIA 05 | 16H | Aula de Gastronomia |  Prato do Dia - Bolo Natalino | Convidado - Fabiano Cupello Osorio (Cake Designer)   O Natal está chegando e todo mundo quer fazer bonito na ceia, não é mesmo? Pensando nisso convidamos o Fabiano Cupello para nos ensinar a personalizar um bolo e deixá-lo bem natalino, surpreendendo a todos tanto no sabor quanto no visual. Fabiano Cupello Osorio é administrador por formação e confeiteiro por paixão, entrou no ramo de confeitaria em novembro de 2014 e assim surgiu a Cocake, uma empresa voltada para bolos personalizados, como chás de bebes, chás de panela, casamentos, festas infantis e muito mais​.     LOCAL: Café das Artes  [+] saiba mais Pura Vida Training - By Nike Rio | Esporte 19/06 a 01/06 Esporte Em 19 de junho, o Pura Vida Training  deu início aos seus treinos fixos na Cidade das Artes.  No plano mensal o aluno pode treinar quatro vezes por semana e ainda desfrutar do clube de vantagens do Pura Vida.    As aulas misturam Bodyweight, técnicas de Crossfit, de corrida e um trabalho de conscientização mental. Assim surgiu o Pura Vida Training, que vai desenvolver o ser humano de forma lúdica, interativa e com ação eficaz!   De Segunda a Quinta  Manhã 7h às 8h Noite 19h30 às 20h30 Garanta já a sua vaga, clique aqui.   [+] saiba mais Túnel | Tomás Ribas 06/08 a 31/12 Artes Visuais Venha conhecer a Obra "Túnel - 2013" de Tomás Ribas. Esse trabalho foi feito inicialmente para a Galeria Maria de Lourdes Mendes de Almeida. Tomás Ribas,  artista e iluminador, utiliza a luz como matéria de trabalho criando instalações que exploram a percepção do mundo através da visão. Participou de exposições no Brasil, França, Holanda, Suécia, República Tcheca e Coréia do Sul. Como iluminador ganhou alguns dos principais prêmios do teatro Brasileiro como o Prêmio Shell, o Prêmio Cesgranrio e o Prêmio Questão de Crítica.  Obra Permanente   Informações : 33250448 [+] saiba mais Marc Kraus | Genesis – Trabalho em Progresso 28/10 a 17/12 Artes Visuais Exposição Genesis: Genesis é uma instalação multimídia, que busca criar um ambiente artificial, criando um "Paraíso Perdido” a partir das percepções e ideias gerados durante o processo, onde o público é convidado a participar efetivo na construção e elaboração do trabalho.  A partir do Genesis histórico-religioso-cientifico, o artista busca reproduzir  os passos do ”Criador” usando da metáfora dos 7 dias da criação do universo, e construído a partir do nada uma instalação de arte em 7 sábados. O espaço para visitação estará aberto todo sábado e domingo. Para aqueles que quiserem participar do processo de criação, agende sua participação.   Interessados em participar do processo, entrar em contato pelo e-mail saladeleitura.fca@gmail.com           Marc Kraus Marc Kraus já expôs em diversas mostras, veja algumas:   “Rio Acido” e “Rio Vermelho” 2013, video instalação - expo coletiva Em Obras, curadoria Franz Manata   “Artrópodes”  2014, acrílica sobre carpete e luz negra -  expo coletiva Curto Circuito   “Noturnos” 2014, site expecific, luz negra, tinta acrílica sobre tela – expo individual Galeria Café   “Dia de folga” 2014, “Naner” 2014 video instalação - Mostras Meios Multiplos EAV Parque Lage   ”Souvenir” 2015 e “Souvenir Ciranda” 2015, video instalação - Mostra de videoarte Castelinho do Flamengo - curadoria Analu Cunha   “Narciso” 2015, instalação (laser e globo de espelhos) - Expo Emergências Solas dos Abacaxis, curadoria Bernardo Mosquera   “Gira Laser” - 2016/17, instalação (laser, espelhos e cristais) - artista residente no Solar dos Abacaxis, curadoria Bernardo Mosquera e Ulisses Carrilho   “Gira Laser” - 2017, instalação (laser, espelhos e cristais) - Clube Jacarandá - Cidade das Artes, RJ      Através da aplicação de uma linguagem poética e muitas vezes metafórica, apresento situações e ficções em vídeos, fotografias, pinturas, performance, instalações ou qualquer outro suporte, onde são percebidas categoriassutilmente invertidas e modificadas, onde diferentes funções e/ou contextos precisam ser criados ou transformados.   Ao explorar o conceito de cor, luz e forma de maneira nostálgica, investiga    a dinâmica proposta e sua influencia na emoção do expectador, incluindo o resultante da manipulação de seus efeitos e os limites do espetáculo com base em nossas suposições sobre o que significa para nós natural ou cotidiano. Ao invés de apresentar uma realidade factual, uma ilusão é fabricada para evocar os reinos de nossa imaginação criando situações lisérgicas, magicas e muitas vezes hipnotizantes e meditativas.   Uso um vocabulário visual que incorpora luz, cor, bem como sua ação no espaço - num universo ficcional e experiencial que emerge pouco a pouco aos olhos do espectador. Algumas vezes aparecem como imagens oníricas em que ficção e realidade se encontram e se fundem, significados mudam, algo se transforma, mostrando como a vida se estende para além de seus próprios limites subjetivos. CRian   O artista busca uma ligação entre a realidade e o imaginado, concentrando em questões concretas ou não, que determinam a experiência perante a obra. Criando situações em que imagens são alteradas ou separadas de sua função natural, com a intenção direta de transbordamento, transformação e encantamento.    Ao demonstrar o persistente e onipresente uso da luz, cor e forma em meu trabalho, busco amplificar o espanto do espectador, criando composições ou configurações que geram imagens poéticas, e que deixam vestígios e contrapesos na beira do reconhecimento da situação proposta, seja ela natural ou não.   [+] saiba mais 1 Pedro e o Lobo 09/12 a 17/12 Dança Pedro e o Lobo  Baseado em um antigo conto russo, ambientado numa pequena aldeia de judeus, sob o peso do Czar Russo e do perigo iminente de serem expulsos de seu vilarejo, havia um menino valente chamado Kefa (Pedro) que tenta salvar seus amigos bichos das garras de um lobo na floresta. O compositor designou uma personalidade sonora para cada personagem ao criar a obra, em 1936. A obra foi escrita originalmente para uma orquestra sinfônica e, neste espetáculo, será executada numa versão reduzida para cinco músicos e sete atores bailarinos, ela apresenta às crianças os instrumentos musicais da orquestra. Cada personagem é representado por um instrumento e um ator bailarino diferente. Venha viajar nesta aventura retratada no ballet Pedro e o Lobo, de Prokofiev, com coreografia de Caio Armstrong, execução musical da Banda Filarmônica do Rio de Janeiro, sob regência de Antônio Seixas, adaptação e direção de Ariel Cohen.   [+] saiba mais Falando Frangamente 13/01 a 04/02 Teatro FALANDO FRANGAMENTE De Aloisio de Abreu   FALANDO FRANGAMENTE é um espetáculo solo de Aloisio de Abreu, onde o ator/autor serve “de bandeja” várias pequenas cenas e faz uma espécie de ato variado com sabores diversos. Uma espécie de buffet de humor quilo. O formato é dinâmico: o ator, como uma espécie de “garçom cênico”, sugere os “pratos” – na verdade, os assuntos que serão desenvolvidos na cena – e o público vai escolhendo: tem Sexo, Língua Portuguesa, Televisão, Cirurgia Plástica, Dança, entre outros acepipes cênicos e piadas gourmet. Em FALANDO FRANGAMENTE tudo é muito informal, irreverente e em clima de bate-papo em casa com amigos. O cenário é um quadro negro como um menu de restaurante e o figurino é básico. No elenco, Aloisio de Abreu, que também assina o “menu” de textos. Em cena, junto com o ator, está o DJ LC Ambient, que, com seu som dançante e contemporâneo, dá um sabor a mais à cena com vinhetas divertidas e música non stop. Abreu e LC interagem quase que o tempo todo. FALANDO FRANGAMENTE é teatro, é performance, é festa, show, drama e celebração.    Ficha Técnica: Concepção, textos e músicas - Aloisio de Abreu Participação Especial - LC Ambient Cenário - Beli Araújo Figurino - Allinges Tibau Direção Musical - André Poyart Dinâmica Corporal - Nadia Nardini e Tony Nardini Design Gráfico - Fernando Gonçalves e Bruno Lamas Produção - Joana Motta Direção - Ricardo Kosovski       [+] saiba mais