Fundação Cidade das Artes

Memoria

Memória

A Fundação Cidade das Artes é um espaço concebido para abrigar múltiplas atividades artísticas, como exposições, apresentações de dança, teatro e música. Este complexo cultural também é utilizado para palestras, oficinas, congressos, conversas com autores, lançamentos de livros e outras atividades de formação cultural e artística.

Os eventos que ocorrem neste espaço são filmados e fotografados para que todos os interessados possam ter acesso, através deste site, ao histórico de programação da Cidade das Artes e os programas das peças podem ser pesquisados na Sala de Leitura, local onde serão preservados todos os materiais impressos relacionados à programação.

Eventos Passados

Choros e Valsas | Um Tributo à Pixinguinha 26/08 a 27/08 Dança Choros e Valsas - Um Tributo à Pixinguinha Um dos maiores sucessos da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói volta aos palcos em comemoração aos 25 anos da CBCN com a participação especial da Orquestra Sinfônica Aprendiz com a regência do maestro Evandro Rodriguese. Este espetáculo, com coreografia de Rodrigo Negri, é capaz de revelar emoções e sensações com movimentos de delicadas nuances e grande vigor físico, apresentando uma linguagem de forte teatralidade e inusitada interpretação das músicas de Pixinguinha, ícone da música brasileira. Utilizando quinze pequenas cadeiras de madeira, os bailarinos apresentam um mosaico emocionante e criativo de grande impacto cênico. Os figurinos despojados, com tecidos suaves sobre a pele permitem observar toda a movimentação corporal evidenciando a qualidade técnica e estética destes corpos.   FICHA TÉCNICA  Direção Artística: Pedro Pires  Concepção e Coreografia - Rodrigo Negri  Produção Executiva: Tenara Gabriela  Ensaiadora: Fabiana Nunes  Coordenação de Produção e Logística: Thiago Piquet  Roteiro - Dudu Gama  Iluminação - Paulo Cesar Medeiros  Figurino - Cássio Brasil  Cenário - Alexandre Louzada  Fotografia - Letícia Vinhas  Projeto Gráfico - Anita Santoro e Karla Kalife  Maitre de Ballet: Rosângela Souza (Nêga) e Fran Mello  Professores de Ballet: Fabrícia Cavalcante   Pianista: Tatiana Dumas  Administradora: Valkyria Gagliardi Behera  Presidente da AACCBCN: Fran Mello  Sonoplasta: Valdenir Correa  Camareira: Betty Lopes  Médico: Carlos Henrique Bittencourt  Fisioterapeutas: Helton Freitas e Michelle Costa  Auxiliar de Serviços Gerais: Janaína Lyra   Bailarinos Alex Sena, Alexandra Araújo, André Liberato, Bruna Lopes, Carla Moita, Carol Martins, Claudio Rabelo, Diego Cruz, Gilson Paixão, Isa Kokay, Janaína Castelleti, Jayme Tribuzy, Jeanete Guenka, João Corrêa, Jonathan Carvalheira, Lara Benevides, Leonardo Vieira, Luiz Kerche, Luiz Menezes, Mariana Mesquita, Mirna Nijs, Robson Schmoeller, Simone Lorenzi e Tiago Oliveira. [+] saiba mais Oficina de Criatividade e Mentoria Criativa | Edu Garretano 26/08 Arte e Educação "Tirando seus sonhos do papel com criatividade" Como desenvolver o seu eu criativo? Através de diversos métodos e técnicas, num mergulho no universo da arte criativa, da alta-performance e produtividade o público vai entender como funciona todo esse sistema para usa-lo ao seu favor, descobrindo seus talentos e formas para desenvolve-lo. Contando com mentoria criativa do Diretor de Arte Edu Garretano, o laboratório de imersão “COMO TIRAR SUA IDEIA DO PAPEL” terá como resultado a descoberta de ferramentas para o desenvolvimento de novas metas e atividades, além da disseminação do conhecimento e do aprendizado.   EDU GARRETANO Publicitário de formação, começou com sua própria empresa, trabalhou na agencia Binder no RJ como Diretor de criação. Atuou como Diretor de criação da Ogilvy Action Rio, levando prêmios criativos como Canes Lions, London Award, The One Show, entre outros. Trabalhou para marcas como Coca-Cola, Claro, Siemens e outros. Morou um ano em Nova York numa imersão em artes, design e tecnologia. Além do trabalho de consultoria criativa com a UNNICO e a SANNTO, faz parte do corpo docente da Miami Ad School e do Polo Criativo. Forte representante e disseminador da Economia Criativa e processos de inovação.      SITE: www.edugarretano.com www.guruu.com.br Evento Gratuito com Inscrições: saladeleitura.fca@gmail.com  ou 3325.0448 [+] saiba mais Kiev Ballet – Tributo a Tchaikovsky 23/08 Dança  KIEV BALLET O Kiev Ballet, também conhecido como Ballet da Ópera Nacional da Ucrânia, é uma renomada companhia de balé da cidade de Kiev. Tem como sede e origem o Teatro de Ópera da Ucrânia, inaugurado em 1867, onde iniciou como um pequeno grupo de bailarinos que se apresentavam nas danças folclóricas e balés das óperas locais. No início do século XX, com o crescente intercâmbio com as escolas russas, teve importante impulso com a chegada de bailarinos dos Balés Russos de Paris, que fugiam da 1a Guerra Mundial, quando então começa a diversificar seu repertório e a formar bailarinos de nível internacional.   Em 1919, o diretor do Balé da Ópera de Kiev era Mikhail Mordkin, um dos grandes coreógrafos da Europa, que junto com a irmã do famoso bailarino Vatslav Nijinski, Bronislava, fundou a Escola Coreográfica de Kiev, onde foi revelado Serge Lifar, que posteriormente se tornou Diretor do Ballet do Teatro de Ópera de Paris.  Com as mudanças políticas e sociais do fim da União Soviética, a forte estrutura cultural e artística dos ucranianos, lhes permitiu integrar a elite das companhias europeias de balé.   Em 1950, começam a se apresentar nos principais palcos tanto da Cortina de Ferro como em países como Inglaterra e França, onde em 1960 foram agraciados com a Estrela de Ouro, o maior prêmio da Academia Francesa de Dança.  Após a independência da Ucrânia em 1990, o Kiev Ballet estende suas apresentações à América do Norte e Ásia, além de toda a Europa, se consolidando e sendo reconhecido como uma das principais companhias de balé clássico do mundo.     Kiev Ballet – Tour Brasil 2017  O Balé da Ópera Nacional da Ucrânia (Kiev Ballet), comemora em 2017 seus 150 anos de fundação e apresenta nessa turnê brasileira o “Tributo a Tchaikovsky”, tendo no programa duas de suas obras mais populares e emblemáticas - “O Lago dos Cisnes” e “A Bela Adormecida”.  A tour vai percorrer as seguintes cidades: Curitiba (17/08), Florianópolis (19/08), Porto Alegre (20/08), Rio de Janeiro (23/08), Belo Horizonte (24/08), Sobral (27/08), Brasília (01/09) e Cuiabá (02/09).  Um notável grupo de jovens bailarinos virá ao Brasil, donde se destacam os solistas Kateryna Kozachenko, Jan Vaña, Tatiana Golyakova, Anastasiya Shevchenko e Stanislav Olshanskyi, que somados a um grupo de 27 bailarinos altamente selecionado, executarão este programa especial escolhido especialmente para deleite do público brasileiro, que receberá em seus palcos este expoente da dança clássica mundial.   “Tributo a Tchaikovsky”   Programa:   “O Lago dos Cisnes” Composto originalmente por Piotr Ilitch Tchaikovsky em 1876 em Paris, O Lago dos Cisnes é considerada a primeira música composta por um compositor de sinfonias e concertos em vez de um compositor especialista em música para balé, como era o comum na época.     A obra é sobre a história do jovem Príncipe Siegfried, que se apaixona por Odette, uma rainha transformada em cisne por um feiticeiro malvado. Odette explica a Siegfried que ela está condenada permanecer como cisne até ser resgatada por um homem que jure amor eterno a ela. Depois de percalços, o príncipe consegue destruir o feitiço, transformar sua amada novamente em mulher e juntos, viverem felizes para sempre.             Em 1894, o príncipe Ivan Alexandrovich, então diretor do Teatro Mariinsky de São Petersburgo, decide homenagear Tchaikovsky, que havia falecido um ano antes, criando uma nova versão de ‘O Lago dos Cisnes’. Marius Petipa, que era o principal maître de ballet do Teatro Mariinsky, foi encarregado desta vez de fazer a coreografia.     Devido ao sucesso do lirismo e beleza da coreografia, em janeiro de 1895, vai à cena a obra completa, 4 atos. Com o passar dos anos, “O Lago dos Cisnes” tornou-se o mais popular de todos os balés.   A Bela Adormecida   É um balé de um prólogo e três atos do compositor russo Tchaikovsky, o libreto de Marius Petipa e Ivan Vsevolojsky, e coreografia de Marius Petipa baseado no conto de fadas do escritor francês Charles Perrault. Sua estreia ocorreu no Teatro Mariinsky em São Petersburgo no dia 5 de janeiro de 1890. Tchaikovsky escreveu a obra entre o período do ano de 1888 a 1889. [+] saiba mais Conversa Literária | A Literatura Brasileira Hoje | Com a Palavra, Os Escritores 23/08 Arte e Educação A Conversa Literária do dia 23/08 recebe os escritores Claudia Nina, Godofredo de Oliveira Neto e Ieda de Oliveira para uma Conversa sobre a Literatura, o papel do Escritores hoje na sociedade, seus processos criativos e suas obras. Será uma Conversa pra lá de especial em que o público poderá adentrar no universo particular daqueles que estão fazendo literatura hoje no Brasil.   Direção e curadoria: Cíntia Barreto  Escritores Convidados: Claudia Nina, Godofredo de Oliveira Neto e Ieda de Oliveira [+] saiba mais Cia Deborah Colker - VeRo 18/08 a 20/08 Dança Em 2016 o Brasil sediou o principal evento esportivo do planeta, os Jogos Olímpicos e Deborah Colker teve a honra de ser a Diretora de Movimento responsável pela cerimônia de abertura. Alguns dos espetáculos da Cia de Dança Deborah Colker, notoriamente Rota e Velox trabalham com movimentos artísticos que remetem a prática esportiva como veículo para a liberdade expressiva e orgânica refletida no espírito olímpico. Deborah resolveu juntar partes de Velox, espetáculo lançado em 1995 e Rota em 1997, dois dos maiores sucessos de público da Companhia, tendo tido mais de 2 milhões de espectadores em suas apresentações, criando assim o espetáculo VeRo. Em seu primeiro ato, os movimentos Ostinato, Cotidiano e Sonar utilizam o vocabulário do balé clássico e da dança contemporânea, brincando com gestos do dia a dia e movimentos no solo; imprimindo força, leveza, humor, velocidade e dinâmica, marcas registradas de Deborah. Com um repertório de gestos ordinários transformados em movimentos, carregados de intenção, mas fora de seus contextos, eles evocam o drama, a comédia, o lúdico e o patético, se destacando com seu ritmo e precisão, na busca pelo equilíbrio perfeito. No fundo da cena, o palco verticaliza-se em uma Parede de 7 metros de altura onde os bailarinos realizam um balé aéreo desafiando a lei da gravidade com irretocável desenvoltura. Logo em seguida Kung Fu, Atletismo e Jogo. No segundo ato, os bailarinos se deslocam em estado de flutuação, como astronautas dentro de uma nave sem Gravidade. Os movimentos ganham novas densidades, em meio a manobras milimétricas e vagarosas que demandam um equilíbrio e resistência muscular incomuns, os bailarinos experimentam várias possibilidades de caminhar em suspensão, em todos os sentidos e direções. Por fim, uma Roda de 5 metros de altura toma conta do palco. Inspirada nos parques de diversões e na rotação da Terra, a Roda é a mais perfeita tradução material da investigação em torno da física e da mecânica do movimento. Todos os movimentos dentro e fora da roda buscam a circularidade. Em fluxo contínuo, os bailarinos dançam sob forças centrífugas e centrípetas, a ação propaga-se por cada uma das seis escadas e pelos meandros da Roda, desenhando uma profusão de imagens de grande impacto visual. VeRo coloca em cena a eletrizante combinação de vitalidade e perigo, compilando no palco as marcas características do trabalho de Deborah Colker e forma um terceiro espetáculo que propõe uma ocupação radical do espaço cênico, expondo com proeza os questionamentos de sua coreógrafa sobre a física dos movimentos. Tendo a Petrobras como mantenedora desde 1995, a Companhia consegue uma estabilidade rara no cenário cultural e por conta deste apoio mantem todo o seu repertório em circulação. Neste momento a companhia estreia seu 13º espetáculo, Cão Sem Plumas, baseado na obra de João Cabral de Melo Neto.   Criação, Coreografia e Direção: DEBORAH COLKER Direção Executiva: JOÃO ELIAS Direção de Arte e Cenografia: GRINGO CARDIA Direção Musical: BERNA CEPPAS Figurinos: YAMÊ REIS Desenho de Luz: JORGINHO DE CARVALHO Duração: 1h43 minutos (com intervalo) Classificação: Livre O espetáculo VeRo é patrocinado pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. [+] saiba mais Projeto Só Dança 20/08 Dança No dia 20 de Agosto o Projeto Só Dança/Palco Nino Giovanetti chega a Cidade das Artes na sua primeira apresentação na cidade e as vésperas de comemorar um ano de sua criação. A cidade das Artes, palco de diversos eventos culturais na cidade do Rio de Janeiro, fará do mês de Agosto um mês especial para a Dança, onde estaremos ocupando a praça coberta apresentando as coreografias das escolas, grupos e cias de dança inscritas no evento, como a Cia de Dança Márcia Gaya e a CADAX. O Projeto foi idealizado pelo bailarino Edézio Paz discípulo do grande coreógrafo, professor e bailarino Nino Giovanetti, que leva o nome do palco. O projeto estreou em setembro de 2016, na cidade de Niterói e contou com a participação de diversas escolas locais. O projeto é de circulação que tem a missão de levar apresentações das escolas de dança para as praças e ruas da cidade assim proporcionando cultura e entretenimento para a comunidade local além de criar oportunidades aos artistas locais, de mostrarem o seu trabalho.    Inscrições:  As inscrições estão abertas até o dia 10/08. Maiores informações no telefone (21) 3083-7484 ou no E-mail: jd@jornaldadanca.com.br.    [+] saiba mais Arraiá de Rua do Rio 2017 11/08 a 20/08 Festival Arraiá de Rua do Rio A segunda edição do Arraia de Rua do Rio, acontece em dois fins de semana, 11,12,13 e 18,19 e 20 de Agosto na Cidade das Artes, Barra da Tijuca. Um projeto para resgatar as principais festas regionais do Rio. Serão 6 dias de festa com um público previsto de mais de 2000 pessoas por dia.                       Muitas atrações, brincadeiras, shows,concurso de quadrilha, muita comida típica e food trucks. Uma festa para toda família!  Uma das formas mais tradicionais de resgate a cultura de nossa cidade o Arraia de Rua Rio chega com o objetivo de oferecer ao público carioca de diversas regiões de nossa cidade uma agradável opção de lazer para todas as idades com entrada franca. [+] saiba mais 23º Rio International Cello Encounter 11/08 a 13/08 Festival Rio International Cello Encounter Rio Cello, maior festival de música do país, acontece de 11 a 13 de agosto de 2017 - Na Cidade das Artes  Na primeira quinzena de agosto, Rio de Janeiro se tornará, pela vigésima terceira vez, a capital mundial da música. A cidade recebe o 23º Rio Cello International Cello Encounter, o Rio Cello, festival internacional que há mais de duas décadas promove concertos de expoentes nacionais e internacionais da música, dança e artes visuais. Idealizado e capitaneado pelo violoncelista inglês David Chew, desde a sua primeira edição, em 1994, o Rio Cello traz em sua programação, além de concertos, espetáculos de dança, exposições de arte, masterclasses e workshops. Tudo inteiramente gratuito. O sonho de Chew, radicado e apaixonado pelo Brasil há 35 anos, é popularizar a música clássica, além é claro, de homenagear o maestro Villa-Lobos, sua maior inspiração. “Nossa intenção é levar o poder de transformação social da música a espaços públicos e comunidades. No início, era um encontro de violoncelistas, mas o projeto cresceu e hoje recebe diversos instrumentos e múltiplas linguagens artísticas. Desta forma o festival alcança seu principal objetivo que é incluir a música na vida diária de todas as pessoas”, declara o músico. Teatros, centros culturais, igrejas, museus e parques são os palcos preferencias do Rio Cello. Em 23 anos o festival bateu todos os recordes de público em eventos de música clássica no Brasil. Os números são impressionantes: 550 mil espectadores, 12 mil músicos, 900 concertos, 650 horas de workshops e masterclasses. Ao longo de sua extensa trajetória o Rio Cello consolidou-se como uma grande plataforma multicultural no qual música, dança, poesia, artes plásticas e cinema que integram um evento de grande sofisticação artística e responsabilidade social. Este ano o festival vai homenagear os 130 anos de Heitor Villa Lobos, 120 anos de Pixinguinha, os 115 anos de Bidu Sayão e os 90 anos de Tom Jobim. Entre as principais atrações estão: Armen Ksajikian, Abigail Stauffer, Angelica de la Riva, Dave Haughey, Jaime Alem, Haroutune Bedelian, Mauro Senise, Michael Volhardt, Mateus Ceccato e a Orquetra Jovem de Câmara do Equador, dirigida pelo maestro e violoncelista Diego Carneiro. Também acontecerá pela primeira vez o encontro dos dois quartetos dos quais David Chew participa os London Music Club Piano – formado em Londres nos anos 1970 e o Lindarte do Rio de Janeiro. O Cello Dance em 11ª edição terá apresentação na Cidade das Artes e o artista Airá Ocrespo será o convidado do 6º Cello Tinta. Acontecerá, ainda, o lançamento do DVD Chew Faces e a palestra sobre viola de gamba, instrumento do século XV, análogo ao violoncelo.     [+] saiba mais Drummondiando - Conversa Literária 09/08 Arte e Educação A segunda edição da Conversa Literária aqui na Cidade das Artes será pura Poesia. Com a presença do poeta Affonso Romano Sant’Anna e do poeta, ator e gestor da Poesia Viral, João Pedro Fagerlande numa Conversa para lá de especial sobre Carlos Drummond de Andrade. - Poesia Falada de Drummond - Poesia Lida de Drummond - Sorteio e venda de Livros.   Direção da Conversa Literária: Cintia Barreto [+] saiba mais Os Vilões de Shakespeare com Marcelo Serrado 22/07 a 30/07 Teatro “Estava encenando Rain Man quando o Zé Wilker me apresentou o Shakespeare’s Villains”, conta Marcelo Serrado, protagonista do espetáculo solo “Os Vilões de Shakespeare”, dirigido por Sergio Módena, que faz 4 apresentações na Cidade das Artes (dias 22,23,29 e 30 de julho). Geraldo Carneiro, o novo imortal da Academia Brasileira de Letras, é o responsável pela versão brasileira: “É um privilégio trabalhar com textos tão maravilhosos, extraídos de personagens marcantes da obra do Shakespeare. Vilões como Ricardo III, Coriolano, Iago, Hamlet, e outros que não gosto de pronunciar porque acho que não dá sorte”, brinca o poeta e dramaturgo. “Uma reflexão sobre os dias atuais a partir da vilania, disputa pelo poder e ambição”, relata Módena. Um espetáculo com um olhar bem humorado, um desfile de personalidades que possuem a natureza do mal, os pecados do teatro e as vaidades dos atores. Marcelo Serrado interpreta um conferencista, uma espécie de palestrante, que reúne e analisa trechos da obra de Shakespeare e ao mesmo tempo vive os personagens. “ O texto americano estreou em 1998, na Inglaterra, foi encenado pelo próprio Steven e indicado para o prêmio The Society Laurence Olivier Award de Londres, como melhor espetáculo. Em 2000 ganhou o Prêmio americano de Teatro LA Weekly para Solo Performance. “É muito interessante pra um ator representar vários vilões. É onde estão os arquétipos, o dissimulado, tirano, vingativo... Essa colcha de retalhos é genial” conta Serrado, que completa 30 anos de carreira com 50 trabalhos na televisão, mais de 40 no teatro e 14 no cinema, além de inúmeros prêmios de reconhecimento artístico. Em “Os Vilões de Shakespeare”, o escritor inglês, também reconhecido mundialmente por seus trabalhos como ator e diretor, investiga o que torna os vilões tão atraentes para estudantes das artes cênicas e público, examinando e apresentando alguns dos personagens do bardo inglês. “Uma ideia maravilhosa a do Steven. A gente apenas traspôs as reflexões para o contexto do teatro brasileiro” afirma Geraldo Carneiro, que já traduziu 6 peças de Shakespeare e é um apaixonado pelo dramaturgo inglês. “Tenho o meu “SIM” engatilhado para tudo que é relacionado a ele”, finaliza. “Shakespeare, através de seus personagens, mostra causa, motivo e justificativa para que possamos compartilhar uma jornada psicológica, no lugar de condenar a maldade”, comenta Marcelo. Segundo o crítico do Daily Telegraph e do New York Times: "Em Vilões de Shakespeare, o autor transforma os personagens mais sutis em caricaturas unidimensionais, grotescas, massacrando o verso com maneirismos. A peça não tem só vilões típicos, personagens como Hamlet e Oberon dificilmente poderiam ser identificados como tal. Mas não para Berkoff, ele vai atrás das cenas de vilania de cada um.”   Os Vilões de Shakespeare Temporada: 22, 23, 29 e 30 de julho Dias e horários: Sábados 21h e domingos 19h Ingressos: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia) Classificação: 12 anos Duração: 70 min  Ficha Técnica Autor: Steven Berkoff Tradução e adaptação: Geraldo Carneiro Direção: Sergio Módena Elenco: Marcelo Serrado Figurino: Carol Lobato Iluminação: Paulo Denizot   [+] saiba mais Romeu e Julieta 29/07 a 30/07 Dança “Romeu e Julieta” é uma história atemporal do mundo dos romances, que invade o cotidiano das pessoas independente de sua formação sócio - cultural e econômica. A Companhia de Ballet da Cidade de Niterói montou este ballet no intuito de revisitar histórias e temas, remontando um passado distante, pelo simples prazer de contar histórias. Apresentando uma versão contemporânea da obra, o coreógrafo português André Mesquita utilizou de recursos de iluminação,música e ambientação inovadores, não ficando preso às partituras de repertórios clássicos já conhecidos. Sinopse Duas familias nobres e inimigas, em Verona, onde vai passar-se o drama renovam lutas por questões antigas, em que o sangue do povo se derrama. Dessas duas familias que o ódio afasta implacável, nasceu um par de amantes cuja má sorte, trágica e nefasta, levou a paz às casas litigantes. Desse ódio de família e seus extremos, e o infausto amor, que ainda ao morrer, mais forte do que o ódio, sepultou o ódio na morte, no palco, em duas horas, trataremos. Queira o auditório dar-nos atenção e relevar a nossa imperfeição.   [+] saiba mais Sonho de uma noite de verão 29/07 a 30/07 Dança O espetáculo “Sonho de Uma Noite de Verão”, foi concebido pelo coreógrafo brasileiro, naturalizado na França Alex Sander dos Santos com formação em dança contemporânea, moderna e clássica. A direção artística da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói é do bailarino, coreógrafo e diretor Pedro Pires, que assumiu em setembro de 2012 esta que é a sétima companhia pública de dança a ser criada no país e tornou-se reconhecidamente um dos mais importantes centros nacionais de produção contemporânea. Já se apresentou em mais de 70 cidades brasileiras e no exterior, nas cidades de Hagen, na Alemanha; Montevidéu, no Uruguai; e Nova York, nos EUA, além de ter sido declarada em janeiro de 2012 como Bem Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Rio de Janeiro. Escrito por William Shakespeare entre 1594-1595 ‘Sonho de Uma Noite de Verão” é uma comédia mágica que mistura a delicadeza dos sentimentos amorosos, a elegância aristocrática e as forças misteriosas, mágicas e encantadas de fadas e de seres da floresta. Um texto marcado pela  complexidade  de caráter e emoção de seus personagens ( Lisandro ama Hérmia que ama Lisandro e é amada por Demetrio que é amado por Helena...); como  dos universos citados: o mundo real e mundo fantástico. Nesta adaptação a Companhia de Ballet da Cidade de Niterói se lança em um novo desafio: fazer uma adaptação totalmente focada no público infantojuvenil através da dança contemporânea. Nesta adaptação os personagens são deslocados para o universo escolar. Uma escola que fez parte de uma época passada, com seus códigos, elementos, símbolos e ações, onde a leitura era feita nos livros e não em tablets e computadores... Um sonho dentro das páginas de um grande livro, uma viagem poética entre a realidade e a imaginação, o humor e a criatividade.   "Nós somos feitos do tecido de que são feitos os sonhos." W.S Sinopse Triiiiimmmmm!!!  Soa a sirene da escola. É hora da aula começar! O professor de Ciências recebe a turma e logo aplica uma avaliação, depois vai ter a aula de Literatura e a lição do dia será o estudo do livro "Sonho de Uma Noite de Verão" de Willian Shakespeare. “Acanhado”, o aluno tímido, e que tem maior dificuldade de aprendizagem, adormece em meio à aula. Somos, então, transportados para o seu sonho, dentro do livro que está sendo estudado.  A cada página que passa vemos a história sendo contada com seus amigos e professores sendo transformados em personagens desta história. Alguns alunos viram os Elfos e as Fadas; os professores de Ciências e Literatura são agora Oberon e Titânia, os reis dos elfos e das fadas;  o aluno arteiro é Puck que, usando uma poção mágica, cria uma confusão no relacionamento de seus colegas: Hermia e Lisandro, Helena e Demetrio. Acanhado entende que ele também é personagem desta história e tem um encontro com Titânia (a fada /professora) que vem ajudá-lo a ter confiança e autoestima para que melhore nos estudos e no relacionamento com seus coleguinhas. O alarme do final da aula toca!!! Acanhado acorda. Um conto de fadas... Tudo foi tão verdadeiro. Sonho ou realidade?       [+] saiba mais Feira de Pequenos Produtores | Junta Local 29/07 a 30/07 Outros A Junta Local chega pela primeira vez com sua feira de pequenos produtores na Barra da Tijuca, mais precisamente na Cidade das Artes, um dos principais equipamentos culturais da Zona Oeste.  As feiras da Junta Local são uma oportunidade única para comer bem e conhecer os produtores que fazem parte da plataforma de aproximação e mudança do sistema alimentar proposta pelo projeto (http://www.juntalocal.com), originado em agosto de 2014 em Botafogo. Nos dias 29 e 30 de Julho, mais de 70 pequenos produtores ocuparão a Praça da Cidade das Artes, com enorme variedade de produtos. Além disso haverá uma programação cultural com música, bate-papos e projeções.  Como parte da programação, convidamos a todos a trazerem suas toalhas e cestas para realizarmos pique-niques no jardim da Cidade das Artes. [+] saiba mais TEDx Barra Da Tijuca 27/07 Outros Sobre o TEDxBarraDaTijuca   A contemporaneidade se apresenta como um período no qual a insegurança, a incerteza e a volatilidade fazem parte da nossa vida, moldando a forma como vivemos e nos relacionamos. Interrupção, incoerência e surpresa são condições comuns a todo ser humano do século XXI, haja vista que o real e o virtual se confundem cada vez mais; já não somos mais os mesmos. Mudanças repentinas e estímulos constantemente renovados são traços inerentes a muitas pessoas, cujas mentes são alimentadas pela imprevisibilidade do hoje e pelas incertezas do amanhã. Frente a essa realidade, pensar na palavra “durável” é uma utopia; o tédio não traz frutos consigo: a letargia e o ócio não são aceitáveis neste mundo mutante. Assim, toda questão se reduz a isto: pode a mente humana dominar o que a mente humana criou? Nesse contexto em que tudo é volátil, a 1ª edição do TEDxBarraDaTijuca se inspirou nos inscritos do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, o qual enxergou o mundo como algo líquido, em que nada é feito para durar; tudo é mutável. Centrado nessa visão, o TEDx apresenta: Cotidiano Líquido.   As relações mudaram, a maneira como nos comunicamos mudou. Os pensamentos e planos são cada vez menos orientados ao longo prazo, o imediatismo tomou conta da nossa rotina. Como quero ser lembrado? De que maneira deixarei o meu legado? Os relacionamentos escorrem das nossas mãos por entre os dedos feito água. As angústias crescem, o sistema mudou, o modelo de educação começa a se transformar. A toda velocidade, mudanças são constantes, e o hoje já não será mais o amanhã. O que nos aguarda nos próximos 5 anos? 5 meses? 5 dias? 5 minutos? O que pode ter mudado ao final da leitura deste texto? Refletir se estamos preparados para lidar com esse processo de maneira equilibrada é essencial para que não sejamos vítimas dos tempos mais desafiadores da história da humanidade. Histórias inspiradoras, lições de vida e formas de mudar o mundo: estes são os ingredientes do evento que promete servir de inspiração para você. Dessa forma, o nosso compromisso é fazer você se tornar melhor para você mesmo e para o mundo. Pensando em cada detalhe, o TEDxBarraDaTijuca é para todos aqueles que pretendem, a partir do hoje, repensar suas atitudes, visões de mundo e, principalmente, suas ações. Que seja transformador e que as mensagens disseminadas no TEDx contribuam para que a liquidez deste mundo o afete de maneira positiva. “O futuro é, em princípio ao menos, moldável; o passado, entretanto, é sólido, maciço e inapelavelmente fixo. O progresso é pensado não mais a partir do contexto de um desejo de corrida para a frente, mas em conexão com o esforço desesperado para se manter na corrida.”   Para mais informações acesse, clique aqui.    [+] saiba mais Aula Experimental O Tablado 22/07 Arte e Educação No dia 22/07, a Cidade das Artes convida jovens do Rio de Janeiro a experimentar uma aula promovida pelo Teatro O Tablado, baseada no método desenvolvido por Maria Clara Machado, com foco em jogos dramáticos e improvisação teatral. O participante poderá vivenciar de forma prática a experiência de uma aula com uma das companhias teatrais mais importantes do país, patrimônio cultural do Rio.    Sessões: 14h às 15h30 - faixa etária 10 a 13 anos 15h30 às 17h - faixa etária 14 a 17 anos Número de participantes - a partir de 15 alunos. Máximo de 50 alunos p/ sessão. Vagas limitadas. Inscrições saladeleitura.fca@gmail.com ou 3325-0448 [+] saiba mais Aulão Capoeira Brasil | Com Mestre Boneco 15/07 Esporte O próximo sábado dia 15/07 promete ser de muito gingado, música e axé na Cidade das Artes, complexo localizado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O Grupo Capoeira Brasil (GCB), coordenado por Beto Simas, o Mestre Boneco, vai promover um aulão de capoeira para celebrar o início de uma parceria entre as duas instituições. Gratuito, o evento começa às 16h30 e será ministrado pelo próprio Boneco, que aproveita a ocasião para também comemorar seu aniversário de 55 anos. A parceria marca o retorno das atividades do grupo sob o comando de Mestre Boneco ao Brasil. [+] saiba mais A arte de James Joyce na escrita de Lacan | Palestra com Maria das Graças Soares 14/07 Arte e Educação O Projeto Interlocuções convida a psicanalista Maria das Graças Soares para discutir algumas articulações de Lacan sobre a importância da arte de James Joyce para a psicanálise, tomando por referência o Seminário “ O Sinthoma”, dedicado ao escritor irlandês. Alí, Lacan trabalha a obra joyceana, seus desdobramentos e a função que ela tem na vida do autor, o que lhe confere a alcunha de “ Joyce, o Sinthoma”, encontrando em sua escrita algo diferenciado em sua estrutura que permite inovações na teoria sobre a posição do sujeito na linguagem. Maria das Graças Soares é Psicanalista, membro de Escola da EPFCL- Escola de Psicanálise do Campo Lacaniano – Brasil e membro do Fórum do Campo Lacaniano do Rio de Janeiro. [+] saiba mais Curso de Escrita Criativa 06/06 a 11/07 Cursos CURSO DE ESCRITA CRIATIVA Coordenação do Curso: Professora Doutora Cintia Barreto (Doutora em Literatura Brasileira pela UFRJ)   O Curso objetiva, por meio de gêneros variados e estratégias linguísticas e discursivas, promover a produção de textos literários, a fim de levar os alunos a desenvolverem a criatividade, a ludicidade, a escrita autoral. Escrita Criativa é um Curso ministrado por profissionais de diferentes áreas de atuação, mas que têm, em comum, o uso da criatividade em suas atividades sejam elas de textos para o teatro, para a tevê, para contação de histórias ou para elaboração de provas, atividades de aulas ou dinâmicas de grupo. Todos os profissionais deste módulo são reconhecidos por seus trabalhos de excelência nos diferentes setores sociais: escolas, ong’s, universidades, bibliotecas, salas de leitura, teatro e tevê.   Cronograma 06/06 – Marília Pirillo e Cíntia Barreto – “IMAGENS E PALAVRAS” 13/06 – Nívea Oura - “HAICAI: HARMONIA E DIVERSÃO EM POUCAS PALAVRAS” 20/06 – Alexandre Damascena – “DO LITERÁRIO AO TEATRAL” 27/06 – Anna Claudia Ramos – “PELOS CAMINHOS DA LITERATURA INFANTIL” 04/07 – Yassu Noguchi – “POESIA FALADA: CONSTRUÇÃO E LINGUAGEM” 11/07 – Rosa Amanda Strausz – DE ONDE VÊM AS IDEIAS?   Local: Sala de Leitura Horário: 10h às 13h Para maiores informações sobre as inscrições, entrar em contato através do telefone 3325-0448 ou pelo e-mail saladeleitura@cidadedasartes.org   Vagas limitadas! [+] saiba mais Academia Juvenil da Orquestra Petrobras Sinfônica 08/07 Música   Concerto Encerramento Semestre 2017. 1 – Academia Juvenil Orquestra Petrobras Sinfônica No sábado, dia 08 de Julho, às 16h, a Academia Juvenil da Orquestra Petrobras Sinfônica realizará o Concerto de Encerramento de Semestre 2017.1, no Teatro de Câmara da Cidade das Artes. Com regência de Felipe Prazeres, o concerto será gratuito e apresentará obras de Grieg, Bartok e do brasileiro Cláudio Santoro. A Academia Juvenil, iniciada em 2012, reúne jovens estudantes de inúmeras escolas de música e orquestras comunitárias de toda a Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Durante dois anos de programa, jovens na faixa etária de 14 a 21 anos tem aulas individuais de seus instrumentos com músicos especialistas da orquestra, além de prática de conjunto e disciplinas teóricas. O objetivo do projeto é criar um laboratório de aperfeiçoamento técnico e artístico para jovens artistas constituindo uma rede de contribuição entre os projetos musicais existentes na Região Metropolitana do estado, e entre esses projetos e a Orquestra Petrobras Sinfônica.     Entrada Gratuita.   [+] saiba mais Show Allyson Castro 24/06 Música Cantor, compositor e apresentador, está completando 17 anos de carreira sendo 13 anos à serviço de Deus, através da música. Missionário e cantor católico, Allyson Castro desenvolve um excelente e lindo trabalho de aproximação de corações humanos com o coração de Deus, através de suas melodias, letras, palavras e arte. Ele serve em diversas paróquias do Rio de Janeiro, bem como apresenta programas veiculados nacionalmente pelas TV Aparecida e TV Canção Nova. Allyson Castro sobe ao palco da Grande Sala, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, com o seu novo show Essência, no dia 24 de junho, onde seu público fiel poderá entoar grandes clássicos interpretados pela voz marcante e carisma deste verdadeiro artista da música cristã. Esse novo show fará parte da tour do cantor rondoniense e será uma prévia do seu mais novo trabalho que será lançado no segundo semestre de 2017. Sua discografia contempla o CD Allyson (2010), CD Corações ao Alto (2011) e o CD Ao Rei dos Reis/To The King of Kings internacional (2013). Em seu show Essência, Allyson revelará a natureza de sua arte e vida, as canções, as letras, as poesias que o inspiraram e motivaram. “Será um show, literalmente, multi-sensorial”, diz o cantor. A delicadeza das canções e melodias que tocam fundo no coração do público, faz com que as pessoas saiam de seu show renovadas, revigoradas, prontas para dar um passo rumo ao AMOR...e porque não dizer a DEUS. [+] saiba mais