Fundação Cidade das Artes

Memoria

Memória

A Fundação Cidade das Artes é um espaço concebido para abrigar múltiplas atividades artísticas, como exposições, apresentações de dança, teatro e música. Este complexo cultural também é utilizado para palestras, oficinas, congressos, conversas com autores, lançamentos de livros e outras atividades de formação cultural e artística.

Os eventos que ocorrem neste espaço são filmados e fotografados para que todos os interessados possam ter acesso, através deste site, ao histórico de programação da Cidade das Artes e os programas das peças podem ser pesquisados na Sala de Leitura, local onde serão preservados todos os materiais impressos relacionados à programação.

Eventos Passados

1 Festival Anima Mundi 2016 25/10 a 30/10 Cinema Maior festival de animação das Américas e segundo maior evento internacional da área, o Anima Mundi chega ao seu 24º ano com uma série de novidades. A mostra vai se espalhar pela cidade do Rio de Janeiro.   Entre os dias 25 e 30 de outubro, mais de 400 curtas, seis longas, palestras, encontros e o Anima Forum vão, literalmente, animar o Museu de Arte Moderna (MAM), o Cine Odeon, o Centro Cultural da Justiça Federal, a Livraria Cultura (Centro), a Maison de France, o Oi Futuro (Ipanema), o CRAB, o Espaço Cultural BNDES, a Cidade das Artes e o Ponto Cine (Guadalupe).    Se nas primeiras edições do festival, no início dos anos 90, a animação brasileira ainda era incipiente, hoje o cenário é outro. Parte do mérito pode ser atribuída ao evento, que sempre promoveu encontros para todos os interessados terem acesso ao melhor da produção mundial de animação, o que gerou mudanças no setor, dando origem a novos investimentos na produção de animação brasileira.   Programação      25/10 14h – Animação em curso 1   Shudo | França | To-Anh Bach; Charles Badiller; Hugo Weiss FISHWITCH | Reino Unido | Adrienne Dowling Light Sight | Irã Seyed | M. Tabatabaei Business Hours: Life and Death of a Bureaucrat | Estados Unidos | Simon Wilches-Castro Dernier acte | França | Daphné Chabrier, Laura Hottot, Cécile Peyron Last Judgment | Estados Unidos | Junyi Xiao Colocataires | França | Delphine Priet-Mahéo Vending machine | Coreia do Sul | Jihye KONG TOUCHED | Espanha | Cristina Guisado; Ludwig Camarillo BreakingPoint | Alemanha | Martin Lapp Les Liens de sang | França | Manon Lazzari, Sophie Kavouridis, Marion Louw, Thomas Ricquier, Simon Pannetrat   16h – Panorama 7 Phantom City | Canadá | Patrick Jenkins Aftermath | Reino Unido | Layla ATKINSON Birdz | Suiça | Emilien Davaud Peleja no Sertão | Brasil | Fabio Miranda The Copyist | Hungria | Tamás Kõszegi Lili | Israel | Tom Kouris; Hani Dombe Estate | França,Bélgica | Ronny Trocker   18h – Panorama 5 A La Derive | Espanha,França,Alemanha | Cyprien Clement-Delmas Le Promeneur | França | CHOLLET Thibault The Wrong End of the Stick | Reino Unido | Terri Matthews A velha e o mar... e a batedeira | Brasil | Rosana van der Meer; Fabrício Tacahashi El jardín de las delicias | México | Alejandro García Caballero Weather The Storm | Reino Unido,Estados Unidos | Peter Baynton Clouds | Canadá | Diego Maclean   20h – Panorama 8 Tango | Brasil | Pedro Giongo | Francisco Gusso I Said I Would Never Talk About Politics | Espanha | Aitor Oñederra Kyama Malo Chin Telt Kyama Bawa | Myanmar (antiga Birm‚nia) | Nyan Kyal Say Cassette Girl | Japão | Hiroyasu Kobayashi Before&After | Coreia do Sul | Minji KANG Trial & Error | Alemanha | Antje Heyn Jailbreak | Estados Unidos | Aaron Sorenson   26/10 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53691#!/tickets 14h – Animação em Curso 2 Hold Me (Ca Caw Ca Caw) | Estados Unidos | Renee Zhan Ovoo | Brasil | Flávia Brandão de Andrade Corrêa; Tamara Freire Brandt; Luana Ferreira Chaves ; Vanessa Saldanha de Castro; Louis Allen Thomas Mingoti Poague Number 1 Mr. Honest | Coreia do Sul | Hyuncheol JO Conte Oriental | França | Cosette Nigon; Mélanie Le Forban; Marjorie Jarnigon; Camille Fache; Charly Boyer Shift | Estados Unidos,Espanha | Cecilia Puglesi; Yijun Liu Ama | França | Emilie Almaida; Liang Huang; Mansoureh Kamari; Julie Robert; Juliette Peuportier; Tony Unser what they believe | Alemanha | Shoko Hara Anna O | Israel | Rotem Yarakchi Fall | Reino Unido | Ollie Magee Skål | Alemanha | Marco Hakenjos   16h – Panorama 9 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53687#!/tickets   El Rapto | Colômbia | José Luis Jiménez; Miguel Humberto Jiménez HALLUX | Alemanha | Henning Thomas A Orelha de Van Gogh | Brasil | Thiago f ribeiro Rapsodie en Ros | Bélgica | Bram Mondy Inaudible | Letônia | Gints Zilbalodis Házibuli | Hungria | Daniel Barany Parade | Holanda | Digna van der Put   18h – Panorama 6 A La Derive | Espanha,França,Alemanha | Cyprien Clement-Delmas Le Promeneur | França | CHOLLET Thibault The Wrong End of the Stick | Reino Unido | Terri Matthews A velha e o mar... e a batedeira | Brasil | Rosana van der Meer; Fabrício Tacahashi El jardín de las delicias | México | Alejandro García Caballero Weather The Storm | Reino Unido,Estados Unidos | Peter Baynton Clouds | Canadá | Diego Maclean   20h – Curtas 11 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53688#!/tickets   AMARILIS | Brasil | CHICO LIBERATO Celui qui a deux âmes | França | Fabrice Luang-Vija Noevus | França | Samuel Yal MADE IN SPAIN | Espanha | Coke Riobóo Primal Flux | Estados Unidos | Joan C. Gratz O Projeto do Meu Pai | Brasil | Rosaria No Offens | Bélgica | Kris Borghs   27/10 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53691#!/tickets 14h – Animação em curso 3 A Man Called Man | Canadá,Brasil | Guy Charnaux Skácem | Eslováquia | Peter Martinka Razbudit volka | Rússia | Liza Astretsova In One Drag | Alemanha | Alireza Hashempour The Moon Is Essentially Gray | United States | Minor Outlying Islands,                Hannah Roman I come from the prairie | China | Arisbek Nuhan Balkon | Hungria | Dávid Dell’Edera Tombes & Manèges | França | Nicolas Albrecht; Jérémie Auray; Alexandre Garnier; Antoine Giuliani; Sandrine Normand; Ambre Pochet; Marc Visintin Kovbojsko | Eslováquia | David Stumpf Deus Ex Therapis | França | Marion Gombert, Baptiste Groazil, Maïté Robert   16h – Panorama 3 Transparency | Croácia | Daniel Šuljić Planema | Alemanha | Jakob Schmidt Tis | França | Chloe Lesueur O Último Engolervilha II | Brasil | Jackson Abacatu; Marão; Wesley Rodrigues; Luah Garcia; Pamella Araújo; Camila Kauling; Guto BR; Rüsben; Ianah Maia; Giovanna Guimarães; Jirair Garabedian; Yurii Custodio; Rosana Urbes; Maurício Castaño Hobart | Hungria | Hajnalka Harsanyi The Kingfisher | Brasil | Marcelo Mourão Isaac and Quincy | Reino Unido | Liam Tate   18h – Panorama 2 Pedaços de Pássaros | Brasil | Andrei Miralha; Marcílio Costa Schirkoa | India | Ishan Shukla A Coat Made Dark | Irlanda | Jack O’Shea Alto el Juego | Uruguai | Walter Tournier Neck and Neck | Reino Unido | shaun clark Candyman | Colômbia,Estados Unidos | Edgar Alvarez; Webster Colcord; Ivan Landau Go to City Ele | China | wenyu li   20h – Curtas 10 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53688#!/tickets   Say I am only seventeen | Brasil | André Catoto Dias Velodrool | Estônia | Sander Joon Slow Wave | Estados Unidos | Andy Kennedy CHATARRA | Uruguai | Walter Tournier Oripeaux | França | Sonia Gerbeaud; Mathias Panafieu Under the Apple Tree | Holanda,Bélgica | Erik van Schaaik Zeezucht  | Holanda | Marlies van der Wel   28/10 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53691#!/tickets 14h – Animação em curso 4 Más que palavras | Uruguai | Lucía Duclosson Lethe | Reino Unido | Kat Michaelides Pokey Pokey | Estados Unidos,China | Junjie "Jake" Zhang Amour Fou | Alemanha | Florian Werzinski Ruben Leaves | Suiça | Frederic Siegel Fazendo uma Espada Lendária | Brasil | Felipe Barbosa Palacio Turn the Tables | Holanda | Raymon Wittenberg Tombés du nid | França | Loïc Espuche Welcome to Paradise | Reino Unido | Alex Baró Cayetano Pronto, era assim | Portugal | Joana Nogueira; Patrícia Rodrigues Delivery | França | Leslie Belot; Thibaut Scalesse; Sophie Blayrat; Kai Huang; Loan Torres   16h – Panorama 4 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53687#!/tickets   Òrun Àiyé - A Criação do Mundo | Brasil | Jamile Coelho ; Cintia Maria SAMT(silence) | Líbano | Chadi Aoun Bemilim Aherot | Israel | Tal Kantor Ascension | México | Samantha Pineda Sierra, Davy Giorgi Rapid Rouge | Japão | Daisuke Onitsuka Fish with Legs | Austrália | Dave Carter   18h – Panorama 1 Alyaska | Rússia | Andrey Osadchikh Los gatos | México | Alejandro Ríos Down by Love | Espanha | José Corral Glove | Estados Unidos,Brasil | Bernardo Britto; Alexa Lim Haas LE REPAS DOMINICAL | França | Celine Devaux Brócolis | Brasil | Jonathas Alpoim Severino da Silva Bezerra Carvalho; Rafael Viana Neves Une tête disparaît | Canadá | Franck Dion   20h – Curtas 8 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53688#!/tickets   Vanocni balada | República Tcheca | Michal Zabka Johan | Brasil | Washington Rayk ESTILHAÇOS | Portugal | José Miguel Ribeiro (Otto) | Holanda | Job, Joris & Marieke Journal animé | França | Donato Sansone More Stuff | Reino Unido | Simone Giampaolo; Joe Kinch Gamlet. Komedia | Rússia | Eugeniy Fadeyev   29/10 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53690#!/tickets 11h – Infantil 1 Hugo, o Monstro | Brasil | HUMBERTO AVELAR Teia de Aranha (Patinka) | Rússia | Natalia Chernysheva Sopa de Pedra (La Soupe au caillou) | França,Bélgica | Clementine Robach Novembro (Novembre) | França | Marjolaine Perreten Homem Graveto (Stick Man) | Reino Unido | Jeroen Jaspaert; Daniel Snaddon Crocodilo (Krokodil) | Alemanha | Julia Ocker   13h – Infantil 2 Corrida do Dinheiro (Rupee Run) | Estados Unidos | Tarun Lak Vestir-se pode ser Divertido (Une autre paire de manches) | França,Bélgica | Samuel Guenole Eric Acorde | Brasil | Telmo Carvalho A Toupeira e a Minhoca (The Mole and the Earthworm) | Alemanha | Johannes Schiehsl Primeira Nevasca (First Snow) | Republica Tcheca | Lenka Ivanèíková Aquitã, o Indiozinho | Brasil | FRATA SOARES O Pinguim que não Nadava (The unwashed penguin) | Rússia | Isabelle Favez Tigre (Tiger) | Alemanha | Kariem Saleh Lili escova os dentes (Lili Brushes Her Teeth) | Dinamarca,Reino Unido | Siri Melchior 15h -  Infantil 5 Limítrofes (Borderlines)               | República Tcheca | Hanka Nováková Táxi Estelar (Star Taxi) | Eslováquia | Juraj Krumpolec Tempus Fugit | Brasil | Julia Simas; Vitor Moura Vizinho Cara de Pau (Neighbourwood) | Alemanha | Fynn Grosse-Bley; Eddy Hohf; Patrik Knittel Shaun o Carneiro: As Lhamas do Fazendeiro (Shaun the Sheep: The Farmer's Llamas) | Reino Unido | Jay Grace   17h – Curtas 5 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53688#!/tickets   JUKAI | França | Gabrielle Lissot Putsch | França | Julie Artigny; Claire Courrier; Florent Bossoutrot; Camille Savary; Lisa Bouët Quando os dias eram eternos | Brasil | MARCUS VINICIUS VASCONCELOS Au revoir Balthazar | Suiça | Rafael Sommerhalder Signum | Polônia | Witold Giersz Klementhro | Reino Unido,Canadá | Sue Dunham Paniek! | Holanda | Joost Lieuwma   19h – Curtas 1 GHOST CELL | França | Antoine Delacharlery De longues vacances | Bélgica | Caroline Nugues-Bourchat Bamboo Temple Street | Alemanha | Baoying Bilgeri O Disco de Ouro | Brasil | Everton Guilherme Santos Once Upon a Line | Estados Unidos | Alicja Jasina Ticking Away | Holanda,Bélgica | Michael Sewnarain Chateau de Sable | França | Quentin DELEAU, Lucie FONCELLE, Maxime GOUDAL, Julien PARIS, Sylvain ROBERT   30/10 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53690#!/tickets 11h – Infantil 3 Lipe, Vovô e o Monstro | Brasil | Felippe Steffens; Carlos Matues da Silva Souza Eu não sou uma Ratinha (I am not a Mouse) | Reino Unido | Evgenia Golubeva Moroshka | Russia | Polina Minchenok Ivan e o Lobo (Iwan und der Wolf) | Alemanha | Anna Levinson Neïla | França | Audrey Bellot; Laurene Desoutter; Amandine Fernandes; Ludivine Lahaye; Lucas Langou; David Tabar; Guillaume Vezzoli; Eline Zhang A Hora do Morcego (Bat time) | Alemanha | Elena Walf O Dragão e a Música (Le Dragon et la Musique) | Suiça | Camille Müller Voa, João | Brasil | HUMBERTO AVELAR   13h – Infantil 4 Levante a Cabeça! (Kopf Hoch!) | Alemanha | Gottfried Mentor O Fim da Fila | Brasil | William Figueiredo Côgo A Pequena Semente (La Petite Pousse) | Franca | Chaïtane CONVERSAT Lobo (Wolf) | Alemanha | Julia Ocker A Raposa Minúscula (Le Renard Minuscule) | França,Bélgica,Suiça | Aline QUERTAIN; Sylwia SZKILADZ Dentro de uma Gaiola (La Cage) | França | Loic Bruyere Miúdos | Brasil | Rafael Viana Neves; Jonathas Alpoim Severino da Silva Bezerra Carvalho A Ilha das Tartarugas (Petzi: Schildkröteninsel) | Alemanha | Michael Bohnenstingl; Johannes Weiland; Paul Cichon Can't Fight This Feeling (O Pinguim Esfomeado) | Africa do Sul | Brent Dawes   15h – Infantil 6 Estou com Medo (I'm Scared) | Estados Unidos | Pete Levin A História de uma Raposa que Perdeu a Cabeça (The story of the fox who lost his mind) | Alemanha | Christian Asmussen; Matthias Bruhn O Bigode (Viikset) | Finlândia | Anni Oja Nimbus - O caçador de nuvens | Brasil | Marco Nick Macaco (Ape) | Canadá,Singapura | Eustace Ng O Pequeno Sapateiro (Le Petit Cordonnier) | França | Galaad Alais; Terry Bonvard; Charles Carlier; Romain Cislo; Pierre-Yves Lefebvre; Philippe Lim; Benjamin Mariotte; Karen Nawfal Serviço de Entrega Três Pequenos Ninjas (Three Little Ninjas Delivery Service) | Bélgica | Kim Claeys; Karim Rhellam   17h – Infantil 7 Jogador 2 (Player 2) |Reino Unido | Charlie Miller; Harry Slinger-Thompson Por que vemos colorido? | Brasil | Fabiano Bomfim; Marcela Werkema Peguem-no! (Catch it) | França | Paul BAR, Marion DEMARET, Nadège FORNER, Pierre-Baptiste MARTY, Julien ROBYN, Jordan SOLER O Criptozoólogo (The Cryptozoologist) | Espanha | Vicente Mallols Seu Nome é Yoko (Her name is Yoko) | Rússia | Mikhail Safronov A Volta às Aulas (La rentrée des classes) | Bélgica,França | Vincent Patar; Stéphane Aubier   19h – Curtas 2 https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=53688#!/tickets   Ideias de Canario | Brasil | Leo Cadaval La secta de insectos | México | Pablo Calvillo Voltaire | Bélgica,Holanda | Jan Snoekx Alike | Espanha | Daniel Martínez Lara; Rafa Cano Méndez Wildfire | França | Hugues Opter; Pierre Pinon; Nicole Stafford; Valentin Stoll; Arnaud Tribout; Shang Zhang Branded Dreams | Holanda | Studio Smack If I Was God | Canadá | Cordell Barker             [+] saiba mais 1 OSB - Bach, Brahms e Cicchelli 23/10 Música Orquestra Sinfônica Brasileira – Cidade das Artes | Grande Sala     Lee Mills, regência Anna Zelianodjevo, violino Priscila Rato, violino   RODRIGO CICCHELLI À noite, um homem sozinho procura se recordar ESTREIA MUNDIAL   JOHANN SEBASTIAN BACH Concerto para Dois Violinos em ré menor, BWV 1043   JOHANNES BRAHMS Sinfonia nº 4 em mi menor, Op. 98 [+] saiba mais Video Games Live 22/10 Música O evento une Orquestra Sinfônica com a música de jogos digitais num show de celebração desta cultura, que hoje se espalha rapidamente por grupos de indivíduos de todas as idades. Capitaneado pelo mítico compositor de trilhas para jogos digitais Tommy Tallarico (Earthworm Jim, MDK, Metroid Prime 2 e mais de 200 jogos) completa 11 anos de Brasil, trazendo novos convidados e atrações especiais. Nesta edição VIDEO GAMES LIVE™ mais uma vez oferece trilhas de jogos novos e atende a pedidos do público  trazendo o compositor Barry Leitch como convidado especial. Oferece ainda uma peça exclusiva para o Brasil, homenageando o clássico Top Gear, além de um toque Brasileiro com a trilha do jogo Horizon Chase,também composto por Barry.   VIDEO GAMES LIVE™, A EMOÇÃO DA MÚSICA E DO MUNDO FANTÁSTICO DOS GAMES EM UM SÓ LUGAR Uma experiência completamente nova e original para famílias, fãs ou apenas curiosos do mundo dos games. Um evento com o conceito de imersão, que reúne o mundo da música dos games mais populares com a presença ao vivo de Orquestra Sinfônica, percussionistas eletrônicos, coro, solistas, vídeos e arranjos musicais exclusivos, iluminação sincronizada, ação ao vivo e momentos reais de interação, fantasia e entretenimento explosivo. Este é o Video Games Live™, VGL, que chega à sua décima primeira edição trazendo conteúdo exclusivo para o Brasil.  “Queremos provar que música dos games não é só blip blop, em referência aos sons de aparelhos mais antigos, e sim a ópera do século XXI”, explica Tommy Tallarico, compositor veterano da indústria mundial dos videogames e responsável pela série de concertos. O intuito é encorajar e apoiar a cultura e a arte dos jogos eletrônicos, apresentando músicas de mais de 50 títulos. Cada segmento é apresentado com imagens e vídeos projetados, iluminação sincronizada e momentos interativos entre os personagens dos games e o público, mais do que um show de música, a Video Games Live é uma celebração da cultura dos videogames. A experiência, que agrada a toda família, mesmo os que não são familiarizados ao mundo dos games, começa logo na entrada da sala de concertos, com competições musicais e outros games interativos, e segue também após o espetáculo, quando todo o público tem a oportunidade de confraternizar com os compositores das trilhas dos games. O evento conta sempre com participações especiais. Nesta edição estarão presentes Barry Leitch (compositor da trilha do Top Gear), Russell Brower (Diretor de áudio da Blizzard), Laura Intravia e a Orquestra Sinfônica especial para o show. Para mais informações, basta visitar: http://www.videogameslive.com.br. Tommy Tallarico (www.tallarico.com): É um dos maiores compositores de game music do mundo (compôs trilhas para 275 games, como Tony Hawk Pro Skater, Spider Man, Earthworm Jim, Unreal, Mortal Kombat, e Time Crisis) e está no Guiness Book of World Records – Gamer´s Edition. Tommy também é o fundador e presidente da Game Audio Network Guild – G.A.N.G (www.audiogang.org), organização sem fins lucrativos, que tem o objetivo de promover a excelência nas trilhas dos jogos eletrônicos, e palestrante no TED, onde fala sobre a cultura dos videogames. http://www.tallarico.com/index.php?s=biography http://videogameslive.com/gallery/v/Team/ http://videogameslive.com/gallery/v/flyers/ Barry Leitch Compositor Escocês responsável por grandes clássicos dos games nos anos 80 como Top Gear, Lotus Challenge e San Francisco Rush, e que ressurgiu no mercado de trilhas para games com o sucesso Horizon Chase, em 2015. Russell Brower O maestro da Video Games Live já atuou na Disney como compositor e diretor de áudio, e hoje ocupa o mesmo cargo na Blizzard, tendo composto temas para diversos jogos da empresa como World of Warcraft e Starcraft, além de ser o comandante do time de áudio da empresa. Laura Intravia Também conhecida como Flute Link, Laura é uma talentosa compositora, multi- instrumentista e cantora lírica. Trabalhou em álbuns de sucesso como o de arranjos de piano para a trilha da franquia Zelda. Orquestra Sinfônica Villa-Lobos. Comandada pelo maestro Adriano Machado, é conhecida por seu repertório variado, que vai do popular ao erudito, sem perder a excelência na qualidade de suas execuções. Mescla grandes obras do repertório internacional com obras dos mestres compositores da música popular, trazendo sempre o melhor da música instrumental sinfônica. [+] saiba mais 1 Berenices - Espetáculo infantil 22/10 Arte e Educação O espetáculo Berenices utiliza as linguagens do teatro de animação e das máscaras para narrar a saga da pequena Berenice e seu encontro consigo mesma e com o mundo. Diante da chegada de um irmão, a personagem inicia o aprendizado de perceber e lidar com seus pensamentos, sentimentos, medos, dificuldades e expectativa sobre os outros. Berenice é uma menina curiosa, que se encanta com o mundo. Aprender e descobrir são coisas preciosas para ela. Mas quando começa a crescer e a entender as coisas, o que as pessoas falam e como o mundo conversa, ela percebe algo estranho. E essa estranheza começa aos pouquinhos...     O mundo é um lugar cheio de pessoas e cada pessoa é um mundo   Essa foi a ideia central que aqueceu o coração dos artistas envolvidos na criação do espetáculo. “Todos os criadores se identificam com esta menina, que ao crescer, começa a se deparar com um universo interno cheio de pulsões e um universo externo que reage e espera por determinadas atitudes e comportamentos. A pequena Berenice está na idade em que começa a perceber que o mundo não gira em torno dela e passa a perceber os outros. É nesse momento que ela começa a conhecer várias Berenices: a que tem raiva, a que tem medo, a destemida, a que cuida, a que quer ser cuidada, a egoísta, a generosa’, explica a diretora e dramaturga Verônica Gerchman.   Berenices fala de forma poética e lúdica sobre essa dinâmica rica que é a aventura interminável de descobrir quem somos e a nossa percepção sobre os outros. Para dar forma a esse espetáculo, a companhia escolheu o teatro de animação, mais conhecido como teatro de bonecos e a linguagem das máscaras.     “Faz parte dessas linguagens a possibilidade do duplo. Dessa forma, podemos concretizar as várias Berenices, que a pequena menina encontrará em sua saga de crescimento. Ainda se valendo da potência expressiva dessas linguagens teatrais que podem personificar através das esculturas criadas para cada uma das pulsões da menina. Podemos literalmente construir e corporificar esses sentimentos que assolam a personagem na confecção dos vários eus da Berenice”.   A dramaturgia do teatro de bonecos e das máscaras enriquece o texto original com possibilidades imagéticas e oníricas, criando um universo mágico, que pode romper com as leis da física, como a gravidade, ou tamanhos e proporções. “Podemos agigantar uma emoção incontrolável expandindo um corpo que pode ficar até do tamanho do palco se assim for o desejo e a necessidade cênica. Para nós, criadores,  essa potência expressiva é o que desejamos alcançar. Poder traduzir em uma imagem toda a força de um sentimento, uma sensação”. Apesar de o texto original possuir muitos diálogos, no espetáculo não há a utilização da palavra falada, sendo de suma importância as imagens e sensações criadas no palco através da gestualidade dos personagens, da música originalmente composta e da iluminação.   A peça aborda temas universais e atemporais. “Seus espectadores, tanto os adultos como as crianças se identificam com a nossa pequena e curiosa menina, em sua odisseia de ir ao encontro consigo própria e com o mundo ao seu redor. A arte tem a capacidade de sensibilizar o ser humano. Em tempos difíceis como esses em que vivemos, onde a forma é enaltecida e a essência esquecida, é sempre um ato de resistência se aventurar no sensível”, finaliza Verônica.   GRUPO MORPHEUS TEATRO O grupo Morpheus Teatro foi criado em 2002. Desde então desenvolve sua pesquisa com as linguagens do teatro de animação, das máscaras e do teatro físico.  Apresenta seu repertório de espetáculos para adultos e para toda a família em teatros, instituições, espaços alternativos e escolas por todo o Brasil, além de participar de mostras e festivais de teatro nacionais e internacionais. Teve a honra de apresentar-se em países como Vietnam, Irlanda, Itália, Argentina, Chile e Colômbia.   O grupo foi laureado com prêmios Nacionais e internacionais, e contemplado com editais de montagem e circulação de espetáculos das secretarias de cultura municipal e estadual de São Paulo e do governo do Brasil. Ministra a oficina “A presença do ator no teatro de animação” onde introduz para atores jovens e adultos, profissionais ou amadores, inte­ressados em artes cênicas, aos princípios da manipulação direta (técnica do teatro de animação onde os bonecos são conduzidos diretamente sem o uso de fios ou varas).     Ficha técnica   Autoria/Direção geral: Verônica Guerchman Direção dos bonecos e máscaras João Araujo Elenco Verônica Guerchman,João Araujo, Cassia Domingues, Daniela Boni e ZéAntonio do Carmmo  Voz da Berenice Lorini Domingues Operação de luz e som Todo o grupo Cenário, adereços e criação de bonecos João Araujo, Verônica Guerchman, Cassia Domingues, Daniela Boni e ZéAntonio do Carmmo  Pintura dos bonecos e máscaras Mavutsinim, Sergio Candido e João Araujo, Trilha sonora original João Araujo,Daniela Boni e Mavutsinim Figurinos Dalmir Rogério Confecção dos figurinos Sandra Pestana e Noeme Costa  Painel final Lorini, Geovanna, Matheus, Orim, Rumi e Samuel Produção executiva Deborah Corrêa Fotos Lívia Gonzaga Bertuzzi, Karim Da Hora, Anna Maria Maiolino e Morpheus Teatro   Realização Grupo Morpheus Teatro     Lotação: 100 lugares Distribuição de ingressos 1h antes na bilheteria da Cidade das Artes [+] saiba mais 1 Caranguejo Overdrive 15/10 a 16/10 Teatro Caranguejo Overdrive    O protagonista é Cosme, ex-catador de caranguejos no mangue carioca da metade do século XIX. Convocado para integrar as forças brasileiras na Guerra do Paraguai, enlouquece no campo de batalha, volta ao Rio e encontra uma cidade em grande transformação.   A peça traz os traços de linguagem que caracterizam o trabalho muito original d’Aquela Cia - dispositivos hipertextuais, a relação com a cultura pop contemporânea.  “Caranguejo Overdrive” dialoga com o movimento manguebeat e a obra do Geógrafo Josué de Castro”, descreve o diretor Marco André Nunes. “Procuro criar um universo que soe familiar e que ao mesmo tempo traga algo de surpreendente, seduzindo o espectador para além do que está sendo informado ou compreendido, que lance dúvidas e o instigue a questionar o mundo em que vive”.   A peça  foi vencedora do Prêmio Shell  em três categorias (Direção, Texto, e Atriz) além de indicação para categoria Ator; no Prêmio Cesgranrio venceu em duas categorias (Direção e Texto), além das indicações para Espetáculo e Ator; foi vencendora do Prêmio APTR, nas categorias Autor, Direção e Atriz, tendo recibido também indicação para a categoria Melhor Ator e Melhor Espetáculo. Recebeu ainda cinco indicações para o Prêmio Questão de Crítica (Espetáculo, Direção, Texto, Atriz e Direção Musical), que ocorrerá no mês de Maio.    CARANGUEJO OVERDRIVE   Texto Pedro Kosovski  | Direção Marco André Nunes Com Carolina Virguez, Samuel Vieira, Eduardo Speroni, Fellipe Marques, Matheus Macena Músicos em cena Felipe Storino, Maurício Chiari  e Pedro Kosovski Direção Musical Felipe Storino | Iluminação: Renato Machado Instalação Cênica Marco André Nunes  Ideia Original Maurício Chiari Realização Aquela Cia.  Produção Núcleo Corpo Rastreado [+] saiba mais Brasil de Tuhu | Educação Musical 15/10 Arte e Educação O Brasil de Tuhu e a Cidade das Artes prepararam uma programação especial e gratuita para encerrar a Semana das Crianças aqui na Cidade das Artes. Voltado para toda a família, o evento contará com o concerto de lançamento do CD Brasil de Tuhu - Volume 1, Brincadeiras Musicais com Bebel Nicioli, Brinquedos Temáticos, além da apresentação do novo jogo do aplicativo Tuhu Musical.    Programação gratuita   Concerto do Quarteto Radamés Gnattali e convidados Nicolas Krassik, Maria Teresa Madeira e Leandro Braga O Quarteto Radamés Gnatalli nasceu em 2006 com o encontro de quatro instrumentistas que, homenageando um dos maiores gênios da música brasileira, investiram na aproximação entre a produção de câmara latino-americana e o público contemporâneo. As músicas fazem parte do repertório dos Concertos Didáticos promovidos pelo Brasil de Tuhu em escolas do país.   Local Teatro de Câmara Horário: 16h  Duração Aproximadamente 60 minutos  Forma de acesso Distribuição de senhas 1h antes do concerto.      Brincadeiras Musicais Atividades recheadas de elementos cênicos, histórias e interações com instrumentos desenvolvidas por Bebel Nicioli (Brincadeiras Musicais e Farra dos Brinquedos) especialmente para crianças da primeira infância.   Local Sala de leitura  Horário 15h  Duração aproximadamente 30 minutos. Forma de acesso Inscrições saladeleitura@cidadedasartes.org ou 3325-0448     Brinquedos Temáticos  Ciação de brinquedos com a temática musical e baseados no Guia “Brincando de Música com Tuhu” para que o público possa se divertir de forma lúdica e educativa.    Local Esplanada (em frente ao Teatro de Câmara)   Horário 15h  Duração 120 minutos (ao longo de todo o evento)  Forma de acesso Livre      Experimentando o app Tuhu Musical Serão disponibilizados tablets para que o público possa jogar no aplicativo Tuhu Musical. Uma  equipe de monitores acompanhará  a ação.    Local Foyer do Teatro de Câmara  Horário 15h  Duração 120 minutos (ao longo de todo o evento)  Forma de acesso Livre      Navegando pelo site Brasil de Tuhu Serão disponibilizados totens com computadores e fones de ouvido para que o público possa navegar pelo site do Brasil de Tuhu e conhecer todos os conteúdos disponibilizados gratuitamente como a Revista, a Rádio e as Vídeoaulas. Será disponibilizada equipe de monitores para a ação.    Local Foyer do Teatro de Câmara  Horário 15h  Duração 120 minutos (ao longo de todo o evento)  Forma de acesso Livre   Sobre o Brasil de Tuhu   Impulsionado pela Lei Federal nº 11.769/2008, que inclui a música na grade curricular das escolas, o Brasil de Tuhu realiza desde 2009 diversas ações gratuitas voltadas para a ampliação da educação musical no Brasil – incluindo concertos em escolas públicas de todo o país, oficinas de musicalização e uma série de conteúdos digitais sobre música e educação, reunidos no site www.brasildetuhu.com.br. Com os concertos didáticos, o programa já percorreu mais de 140 escolas públicas de 36 municípios de 17 estados do país, levando a música para mais de 15 mil jovens.   A inspiração para as ações do programa surgiu a partir do “Guia Prático”, de Heitor Villa-Lobos. Trata-se de uma coletânea de cantigas de roda rearranjadas pelo maestro e compositor brasileiro nos anos 30, resultado de sua incursão pelo país em busca dos elementos formadores de nossa cultura. “Tuhu” era o apelido de infância do maestro, e por isso foi escolhido para compor o nome do projeto. O Brasil de Tuhu é uma realização da Baluarte Cultura, ao lado do Quarteto Radamés Gnattali, e conta com patrocínio da Wilson Sons via Lei Rouanet. [+] saiba mais 1 OSB - CONCERTOS ESPECIAIS I 15/10 Música Orquestra Sinfônica Brasileira – Cidade das Artes | Grande Sala     Lee Mills, regência Daniel Guedes, violino   JEAN SIBELIUS Finlândia, Op. 26   PIOTR TCHAIKOVSKY Concerto para violino em Ré maior, Op. 35   PIOTR TCHAIKOVSKY Sinfonia nº 5 em mi menor, Op. 64 [+] saiba mais Dia das Crianças na Cidade das Artes 12/10 Arte e Educação A criança vê o mundo através dos brinquedos e brincadeiras. Através do brincar, a criança experimenta, organiza, regula,constrói normas para si e para o outro. Ela cria e recria a cada nova brincadeira, o mundo que a cerca.. O Dia das Crianças na Cidade das Artes será dedicado à arte do brincar,resgatando as brincadeiras tradicionais e reforçando a importância da interatividade dos pais neste universo, e para encerrar, vai rolar um super show!   Programação   Mundaréu de brincadeiras  com o Instituto Tear Para além do brincar o Instituto Tear comanda as mais diversas brincadeiras de rua de todos os tempos. Queimado, pega rabo, pique-cola americano, mãe-da-rua, elástico,  cabo-de-guerra, corda, amarelinha,  gato e rato, corre-cotia, passa anel, parlendas/travalínguas cantados e tantas outras deste universo brincante.   Oficinas de arte coordenadas por Hélio Rodrigues Coordenada por Hélio Rodrigues, uma equipe de arte-educadores promoverá  experiências artísticas muito prazerosas utilizando materiais como argila, linhas e tintas: Mão no gesso, argila livre, escultura com linhas e luzes, meu retrato é arte e monotipia   Música e movimento com Monique Desiderio Atividades musicais para crianças e seus acompanhantes com Monique Desiderio, especialista em Educação Musical. Cirandas, brincadeiras cantadas e rítimicas utilizando o corpo e a voz   Contação de histórias com Benita Pietro e José Mauro Brant Benita Prieto e José Mauro Brant narram aventuras, fábulas e contos incríveis para crianças de todas as idades!   Oficina de pipas com Max das Pipas O especialista Max Pipas te ensina a fazer a sua pipa e depois você pode experimentar o novo brinquedo nos Jardins da Cidade das Artes. Convide o vento para bailar!   Show de encerramento, às 18h,  com “Farra dos Brinquedos”  Super show de encerramento que é uma farra! No espetáculo que mistura música e números teatrais, o grupo retrata situações da infância de forma lúdica passeando pelo jazz, samba, choro e baião! Os músicos Daniela Spielmann (saxofones e flauta), Marcelo Caldi (voz e sanfona), Nando Duarte (violão de 7 cordas e baixo acústico), Carlos Cesar Motta (bateria), Bebel Nicioli (flauta e clarinete), Elisa Addor (voz) e Pedro Miranda (voz e percussão) cantam músicas autorais e envolvem as crianças através de suas histórias.   No Dia das Crianças na Cidade das Artes, o público poderá participar de atividades extras - barquinhos de papel,bolinha de sabão,bambolês e ainda a aprender a fazer mandalas de linha! E mais, curtir um espaço agradável de convivência com food trucks e comidinhas de criança!         [+] saiba mais "A Mágica do Riso" | Mágico Patrick 08/10 Arte e Educação   "A Mágica do Riso" | Mágico Patrick Um espetáculo realizado com recursos teatrais e cômicos integrados à arte da ilusão, levando o público a uma viagem pelas diversas facetas da manipulação, mágicas cômicas,  clássicas e de efeito.        [+] saiba mais 1 Festival do Rio | Abertura 2016 06/10 Cinema Festival do Rio | Abertura    O público do Festival do Rio  terá um percurso bem diferente nesta edição de 2016. A mudança começa já na sessão de abertura,que pela primeira vez será realizada aqui na Cidades das Artes. A passagem da abertura para a Cidade das Artes, é a concretização de um namoro antigo entre o festival e esta gigantesca casa de cultura da Barra. Aqui,serão destinados ao público convidado 1.050 lugares, sendo que pela primeira vez uma parcela de ingressos serão vendidos - até o ano passado, as sessões de abertura eram restritas para convidados.    Informamos ao público da obrigatoriedade de uso do Traje Passeio Completo.   E o filme A CHEGADA (Arrival), do consagrado diretor Denis Villeneuve, abre esta 18ª edição do Festival do Rio aqui na Cidade das Artes. Recentemente nas listas dos melhores nos festivais de Toronto e Veneza, A CHEGADA terá distribuição da Sony Pictures no Brasil.   A CHEGADA (Arrival) Diretor Denis Villeneuve (Sicario: terra de ninguém, Os suspeitos) com Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker Quando misteriosas naves espaciais aterrissam em todo o mundo, uma equipe de elite - liderada pela linguista Louise Banks - é reunida para investigar. Enquanto a humanidade hesita à beira de uma guerra mundial, Banks e sua equipe correm contra o tempo em busca de respostas - e para encontrá-las, ela terá de se arriscar pondo em perigo a própria vida e, muito possivelmente, a do resto da humanidade. Estados Unidos/ 2016. Exibido nos festivais de Veneza e Toronto 2016.       Sobre o Festival   O Festival do Rio foi criado em 1999 a partir da junção entre a Mostra Banco Nacional e o Rio Cine Festival, eventos que faziam parte do calendário cultural da cidade desde os anos 1980. De lá para cá, o Festival de firmou como um dos mais importantes do mundo e destino obrigatório para os principais destaques cinematográficos do ano. O evento é realizado pelo Cinema do Rio e pelo Cima - Centro de Cultura, Informação e Meio Ambiente, responsáveis pela produção do Festival, realização da Première Brasil e pelo RioMarket, maior mercado do audiovisual da América Latina. Alguns dos nomes mais importantes do cinema mundial já passaram pelo Festival apresentando seus filmes. Foram diretores como Roman Polanski, Costa-Gavras, Tom Tykwer, Dario Argento, Leos Carax, Im Sang-soo, João Pedro Rodrigues, Masahiro Kobayashi, Louis Malle, Carlos Saura, John Waters, Peter Greenaway, Stephen Frears, François Ozon, Todd Solondz e os irmãos Paolo e Vittorio Taviani; além de atores como Jeanne Moureau, Samuel L. Jackson, Marisa Paredes, Jeremy Irons, Forest Whitaker, Kylie Minogue, Willem Dafoe, Charlotte Rampling, Ricardo Darín, Danny Glover, Harvey Keitel, Helen Mirren, Isabelle Huppert e Jane Birkin, entre muitos outros. [+] saiba mais 1 Fome,de quê? Oficina - Educação Alimentar e Arte 01/10 Arte e Educação Fome,de quê? Oficina - Educação Alimentar e Arte   A oficina Fome, de quê?​ é um caminho de sensibilização para ampliar as reflexões sobre os alimentos que ingerimos, os produtos que utilizamos, trazendo consciência e buscando sustentabilidade para futuras transformações pessoais.   Uma atividade que trabalha as provocações dimensionais com a finalidade de promover as ações na realidade. O objetivo é melhorar a alimentação das crianças, reunindo ações de Arte e Expressão através das oficinas sobre os temas: o corpo, as  emoções, os sentimentos e as sensações.   A Oficina A oficina é composta  por três módulos:   O primeiro módulo ficará a cargo da nutricionista Cynthia Howlett. As crianças serão convidadas a construir a pirâmide alimentar, utilizando frutas, verduras, legumes, pães, doces... Neste primeiro módulo, a duração prevista é de  30 minutos.   O segundo módulo, também destinado às crianças, será conduzido pela artista educadora Bárbara de Crim V., e terá 60 minutos de duração. As crianças irão construir um objeto, individual e coletivamente, com alimentos coloridos ­- fubá, sal, coloral, açúcar, café, gelatina, achocolatado, farinha integral etc. O objeto construido será levado pela criança como lembrança do aprendizado.   O terceiro módulo destina-­se aos pais e responsáveis, e será desenvolvido enquanto as crianças estiverem ocupadas com o segundo módulo. O intuito é orientar os pais acerca da importância da diminuição de ingestão do açúcar e ensiná-­los a escolher de forma mais acertada entre os alimentos industrializados. Para isso, a nutricionista vai ensinar a ler os rótulos e a composição dos alimentos. O módulo terá, ainda, indicação de filmes e livros que abordam o assunto.   Informações   Capacidade: 40 pessoas por sessão Inscrições: saladeleitura@cidadedasartes.org ou 3325.0448 (terça a domingo - 10h às 18h). Classificação: crianças maiores de 6 anos acompanhadas pelos responsáveis [+] saiba mais Orquestra Sinfônica Brasileira | A Música Clássica no Cinema 01/10 Música OSB interpreta A Música Clássica no Cinema Programa mantém temática da Série Safira especial Música de cinema, mas com repertório alternativo devido à crise financeira da orquestra.   Sem receber salários e benefícios desde agosto, os músicos da OSB seguem firmes em suas atividades com mais um concerto na Cidade das Artes, sob a regência do maestro residente da OSB, Lee Mills, neste 1º de outubro, a partir das 21h, intitulado "A música clássica no Cinema". As obras escolhidas são do período Clássico e Romântico, e estiveram presentes em várias produções cinematográficas. Do Quarteto ‘Imperador’ de Haydn, utilizado na trilha de Casablanca, passando pelas sinfonias de Beethoven, em L.A. Story e Embalos de Sábado à Noite, ou mesmo de Schubert, com sua ‘Inacabada’, utilizada no filme Minority Report, muitos diretores souberam explorar em seus filmes obras emblemáticas do repertório camerístico e sinfônico.    A percepção de que muitas vezes você escuta música clássica e não sabia já foi explorada pela OSB em uma campanha publicitária da orquestra em 2013, produzida ao lado da Artplan, chamada “Clássicos por Trás dos Clássicos”, mostrando como a música orquestral está presente na vida das pessoas e elas nem imaginam. Tendo como pano de fundo produções cinematográficas famosas, a campanha para web ganhou até prêmio em Cannes, maior festival de publicidade do mundo. Desde então, em todas as temporadas, a OSB abre espaço para a clara relação entre o cinema e a música de concerto, aproximando o espaço da sala de espetáculo para novos públicos. De acordo com Pablo Castellar, diretor artístico da OSB, “este programa nos revela a magia da música no cinema. Diretores com grande habilidade incrementam a sua narrativa cinematográfica, se utilizando da expressividade de obras criadas muito antes da invenção dos irmãos Lumière. A música nos mostra aquilo que a imagem por si só não consegue mostrar. Ela nos traz emoção, nos leva a momentos no espaço e no tempo, nos conecta a personagens, a objetos e lugares, e nos envolvem na história contada”.   INGRESSOS Assinantes da Série Safira Especial - Música de Cinema ou aqueles que compraram ingressos avulsos para os concertos da Série no dia 01/10 (Herois e Super-Herois), têm os bilhetes válidos para o espetáculo que acontece neste sábado, com o repertório A Música Clássica no Cinema (01/10).   Quem optar pela devolução do dinheiro e fez a sua compra na bilheteria da Cidade das Artes ou pelo site da Ingresso Rápido, deve procurar estes locais para solicitar a respectiva devolução. No caso de Assinantes, a própria FOSB está fazendo o contato.   Os ingressos encontram-se esgotados e as vendas online estão encerradas. Em caso de desistência e devolução de ingressos daqueles que adquiriram anteriormente, existirá a possibilidade de venda na bilheteria da Cidade das Artes, no dia do espetáculo.   Durante essa semana, a Fundação OSB também realizará sorteio de alguns pares de ingressos para quem acompanha as atividades da orquestra pelo Facebook.   Sobre Lee Mills   Em 2016, Lee Mills assumiu o cargo de Maestro Residente da Orquestra Sinfônica Brasileira, depois de ter sido, por dois anos, Maestro Assistente da mesma. Em sua carreira, atuou como diretor musical da Orquestra Sinfônica da Universidade de Towson, em Maryland, por três anos. Vencedor da bolsa da Fundação Georg Solti nos EUA, formou-se em regência orquestral em 2011, tendo como tutores Marin Alsop e Gustav Meier. Foi o fundador da Orquestra de Câmara Divertimento em Walla Walla, Washington, e já esteve à frente das sinfônicas de Saint Louis, Baltimore e Bozeman, dos balés de Moscou e Montana, e de diversos outros grupos.   Sobre a Fundação OSB   Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações: foi a primeira orquestra brasileira a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia. Durante 76 anos de trajetória ininterrupta, a OSB revelou nomes como Nelson Freire, Arnaldo Cohen e Antônio Meneses, e teve à frente maestros e compositores brasileiros como Heitor Villa-Lobos, Eleazar de Carvalho, Claudio Santoro, Francisco Mignone e Camargo Guarnieri. Também faz parte de sua história a colaboração de alguns dos maiores artistas do cenário internacional, como Leonard Bernstein, Arthur Rubinstein, Mstislav Rostropovich, Igor Stravinsky, Claudio Arrau, Zubin Mehta, Lorin Maazel e Kurt Masur, dentre muitos outros. Sob a direção artística de Pablo Castellar e composta por mais de 90 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla, em sua programação regular de concertos, apresentações especiais e projetos educativos, um amplo universo musical - da produção barroca aos compositores contemporâneos. Para viabilizar suas atividades, a Fundação OSB conta com o incentivo da Prefeitura do Rio de Janeiro, do BNDES, da construtora Carvalho Hosken e de um conjunto de patrocinadores da iniciativa privada, através dos mecanismos federais de incentivo à cultura. Para saber mais sobre o processo de assinaturas acesse o site da OSB – www.osb.com.br.   CONCERTO  "A música clássica no Cinema". Sábado, 1º de outubro, às 21h, na Cidade das Artes Lee Mills, Maestro Residente da OSB   PROGRAMA   A MÚSICA CLÁSSICA NO CINEMA - CIDADE DAS ARTES Lee Mills, regência   JOSEPH HAYDN Quarteto de cordas em Dó maior nº 3, Op. 76 - “O Imperador” | II. Poco adagio, cantabile Aparece em filmes como: Casablanca e Os Doze Condenados   WOLFGANG AMADEUS MOZART Pequena Serenata Noturna em Sol maior, K.525 | II. Romanze Aparece em: X-Men2   As Bodas de Fígaro, K.492 | Abertura Aparece em: Noiva em Fuga   Concerto para Clarineta, K.622 | II.Adagio Aparece em filmes como: Gigolô Americano, A Força do Amor e Beleza Roubada   Sinfonia nº 25 em sol menor, K.183 | I. Allegro con brio Aparece em filmes como: Amadeus e Romeu + Julieta   LUDWIG VAN BEETHOVEN                                                                                          Sinfonia nº 5 em dó menor, Op. 67 | I. Allegro con brio Aparece em filmes como: Austin Powers, L.A. Story e Embalos de Sábado à Noite.   Sinfonia nº 7 em Lá maior, Op. 92 | II. Allegretto Aparece em filmes como: Minha Amada Imortal e Irreversível   GABRIEL FAURÉ                                                                                                       Pavane, Op. 50 Aparece em filmes como: O Heroico Covarde e Sr. Ninguém   FELIX MENDELSSOHN                                                                                                Sonho de uma noite de verão, Op.61 | IV. Marcha Nupcial Aparece em filmes como: Família Adams, Confissões de uma Mente Perigosa, The Rocky Horror Picture Show, entre outros.   EDWARD ELGAR                                                                                                       Variações Enigma, Op. 36 (Variações sobre um Tema Original) | IX. Nimrod Moderatto Aparece em filmes como: Crush e Elisabeth   FRANZ SCHUBERT                                                                                                    Sinfonia nº 8 em si menor, D.759 - "Inacabada" | I. Allegro moderato Aparece em: Minority Report [+] saiba mais Jorge Larrosa Curso com Jorge Larrosa - Professor de Filosofía da Educação na Universidade de Barcelona 27/09 a 29/09 Outros Curso | Tempos, espaços, materialidades e sujeitos  no trabalho artístico  e educativo   O curso se propõe a refletir sobre a arte e a educação como dispositivos materiais que constroem e dão tempo (livre), espaço (público) e bens (comuns), e que posicionam os sujeitos em uma perspectiva de igualdade.Trata-se também de analisar a cidade contemporânea como o lugar da privatização, capitalização, e, portanto, o arrasamento dos tempos, dos espaços, das materialidades e das formas de subjetividade que constituem “o educativo”, “o artístico”, e “o cultural”. No curso, serão discutidos textos e imagens a fim de provocar a discussão entre os participantes e, idealmente, constituir um espaço coletivo para o pensamento  e a in (ter) venção.   JORGE LARROSA   Professor de Filosofía da Educação na Universidade de Barcelona, fez pós- doutorado em Paris e Londres. Autor de vários livros publicados na Espanha, Argentina, Colômbia, México, Venezuela, França e Brasil. Autor de quase uma centena de artigos em revistas de diferentes países. Membro do Conselho Editorial de várias revistas. Professor convidado em universidades europeias e latino-americanas. Suas obras, de clara vocação ensaística, movem-se entre a filosofia, a literatura e as artes. Seus principais temas são a relação entre experiência e linguagem, experiência e subjetividade, experiência e educação.   Jorge Larrosa tem trabalhado frequentemente com artistas (ambas as artes - visuais e artes cênicas) e mediadores culturais. Entre as suas obras artísticas e culturais destacam-se: a conferência “Experiência e Educacão” no curso “Arte e mediacões” (29ª Bienal de São Paulo, São Paulo 2011), o projeto teatral “Ensaios Ignorantes” (com Juliana Jardim, SESC Interlagos, São Paulo 2011), a curadoria de “Palavra Muda” (projeto teatral com Zebba Dalfarra, Ausgang Teatro e a Escola de Artes Cênicas da Universidade de São Paulo, 2013), a residência artística “Palavra Muda” (no 7º Festival de Dança Interação e Conectividade, Salvador, Bahia, 2013), o curso “Bens públicos/bens comuns”. Arte, educação e acessibilidade” (31ª Bienal de São Paulo, São Paulo 2014), e a direção do Laboratório "Mais Diferenças de Experimentação e Educação e Cultura Inclusiva" (desde 2013).   Como editor, dirige três coleções de livros: a coleção de “Pedagogia” da editora Laertes (Barcelona, Espanha), a coleção “Educacão: novas linguagens”, da editora Miño y Dávila (Buenos Aires, Argentina) e a coleção “Educação e experiência” na editora Autêntica (Belo Horizonte, Brasil).   Informações   Custo R$300,00 - Vagas limitadas Inscrições pelo email: saladeleitura@cidadedasartes.org  Mais informações pelo telefone: 3325-0448   As inscrições só serão confirmadas após o pagamento. [+] saiba mais 1 Conferência com Jorge Larrosa - "Um saber realmente útil" 26/09 Arte e Educação “Um Saber Realmente útil”​é o título de uma exposição realizada no Museu Reina Sofia em Madrid, entre 2014 e 2015. A ideia curatorial da exposição se remetia a uma discussão que ocorreu em organizações de trabalhadores no Reino Unido, nas décadas 1820 e 1830, sobre a necessidade de educação dos filhos dos pobres não se reduzir ao que era "útil" para eles, mas que contivesse as mesmas disciplinas "inúteis" e pouco práticas que os filhos da burguesia eram educados. A partir dessa ideia, e tendo alguns textos de Jacques Rancière sobre a apropriação do tempo livre de trabalho e dos saberes considerados menos “úteis”, a conferência procurará refletir sobre o que pode significar, hoje, uma Escola de Artes.   Vagas limitadas Inscrições: saladeleitura@cidadedasartes.org ou 3325.0448 (terça a domingo – 10h às 18h). Evento Gratuito [+] saiba mais 1 Minotauro - Fábula Musical 24/09 a 25/09 Arte e Educação Minotauro | Fábula Musical   Minotauro, fábula musical é um espetáculo voltado para o público infantil que tem como temática a Mitologia Grega e a superação dos medos. A peça tem formato itinerante, onde o público caminha através de cinco cenários diferentes e conta a história de Agabo, jovem retratista da Ilha de Creta, que ao saber de um concurso para retratistas, resolve participar pintando a cara de seu maior medo desde menino: Minotauro. Para isso, Agabo precisa entrar no famoso Labirinto de Creta, onde vive o temível monstro de chifres, antes que Teseu, o herói de Atenas, chegue para matar o monstro.    O Minotauro, na mitologia grega, era segundo sua representação mais tradicional entre os gregos antigos, uma criatura imaginada com a cabeça de um touro sobre o corpo de um homem. Minotauro, fábula musical recebeu o Prêmio FUNARTE Myriam Muniz de Teatro 2012 e já teve duas temporadas no Rio de Janeiro com sessões sempre lotadas.   Distribuição de senhas 1h antes do início do espetáculo.   [+] saiba mais Orquestra Sinfônica Brasileira | Clássicos Animados 24/09 Música Informação  Os ingressos para o concerto deste sábado, 24 de setembro, estão a priori - ESGOTADOS   Assinantes da Série Safira ou aqueles que compraram ingressos avulsos para o concerto da série Safira | Especial Música de Cinema - Tributo a Bernard Hermann, têm o bilhete válido para a apresentação do dia 24 ou podem optar pela devolução do dinheiro. No caso de assinantes, o contato é com a própria OSB. Já as compras pela bilheteria da Cidade das Artes ou pela Ingresso Rápido devem ser revistas com os mesmos.   Novo Programa  |  Clássicos Animados   Lee Mills, regência   FRANZ VON SUPPÉ Cavalaria Ligeira | Abertura EDVARD GRIEG Peer Gynt Suite | I.Amanhecer GIOACHINO ROSSINI O Barbeiro de Sevilha | Abertura JOHANN STRAUSS JR. Pizzicato Polka GIOACHINO ROSSINI Guilherme Tell | Abertura LUDWIG VAN BEETHOVEN Sinfonia nº 6 em Fá maior, Op. 68 – Pastoral JACQUES OFFENBACH Orfeu no Inferno | Galope Infernal FRANZ VON SUPPÉ Manhã, tarde e noite em Viena | Abertura JOHANN STRAUSS JR. O Morcego | Abertura Sangue Vienense, Op. 354 JOHANNES BRAHMS Dança Húngara nº 5   Clássicos Animados   Quem não se lembra do endiabrado Pernalonga ou o "Coelho de Sevilha", atormentando a vida de Gaguinho e tendo como trilha sonora a clássica abertura da ópera de Rossini? Ou mesmo a versão do Lobo Mau e os Três Porquinhos, na interpretação da famosa Danças Húngaras Nº V, de Brahms? Ainda no programa regido pelo maestro residente Lee Mills, a OSB apresenta o segundo movimento de sua sexta sinfonia de Beethoven, a Pastoral, utilizada no filme Fantasia da Walt Disney, estrelado por Mickey Mouse. O famoso ratinho também será relembrado em "Cavalaria Ligeira", de Suppé, e pela abertura de Guilherme Tell, também de Rossini. O repertório, com 11 obras, também traz Johan Strauss Jr, com O Morcego, imortalizado no desenho de Tom & Jerry, Pizzicato Polka e Sangue Vienense de Pernalonga e sua turma. Completam a noite a suíte Peer Gynt, de Edward Grieg, presente também nos desenhos como Pernalonga, Toy Story 2 e The Simpsons; Suppé, com Manhã, Tarde e Noite em Viena, e Orpheu no Inferno, de Offenbach, eternizado em Looney Tunes Can Can.   Sobre Lee Mills   Em 2016, Lee Mills assumiu o cargo de Maestro Residente da Orquestra Sinfônica Brasileira, depois de ter sido, por dois anos, Maestro Assistente da mesma. Em sua carreira, atuou como diretor musical da Orquestra Sinfônica da Universidade de Towson, em Maryland, por três anos. Vencedor da bolsa da Fundação Georg Solti nos EUA, formou-se em regência orquestral em 2011, tendo como tutores Marin Alsop e Gustav Meier. Foi o fundador da Orquestra de Câmara Divertimento em Walla Walla, Washington, e já esteve à frente das sinfônicas de Saint Louis, Baltimore e Bozeman, dos balés de Moscou e Montana, e de diversos outros grupos.                         [+] saiba mais 1 Tokyo 2020 | Japan House 07/09 a 18/09 Outros Durante o período dos Jogos Paralímpicos o público vai experienciar  a cultura japonesa, desfrutar de diversos conteúdos em exposição, e também conhecer um pouco sobre o local dos próximos jogos olímpicos, denominado - TOKYO 2020 - de 07 à 18/09, aqui na Praça da Cidade das Artes. Em virtude da realização de um evento restrito para convidados, excepcionalmente no dia 17 de setembro, o público não terá acesso ao local.   ÁREA TOKYO 2020 Apresenta a visão, os destaques e a logomarca dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, bem como o novo Estádio Olímpico Nacional. Também apresenta o conceito que está sendo pensado para os Jogos, outros eventos e atrações.   ÁREA DO GOVERNO METROPOLITANO DE TÓQUIO Uma mostra baseada no tema "Cidade da Água”, que por meio de uma variedade de exposições interativas mostrará Tóquio como uma cidade em constante evolução.   ÁREA DO GOVERNO DO JAPÃO Área de divulgação da culinária japonesa, bem como de várias nuances das características especiais do Japão, incluindo uma experiência de vídeo de 8K, cultura gastronômica, tradição cultural, informação turística e muito mais. * Esta área oferece exposições elaboradas em cooperação com o Gabinete do Governo, Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações, Receita Federal, Agência de Assuntos Esportivos, Agência de Assuntos Culturais, Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca (MAFF), Ministério da Economia, JAPAN EXTERNAL TRADE ORGANIZATION (JETRO) e Agência Nacional de Turismo do Japão (JNTO).   ÁREA DOS PATROCINADORES DE TOKYO 2020 Área de exposição das empresas patrocinadoras dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tokyo 2020.   ÁREA DE APOIO AOS ATLETAS DA EQUIPE JAPONESA DOS JOGOS RIO 2016 Apresentação dos atletas japoneses participantes. Também inclui a mostra de uniformes oficiais utilizados pelos atletas japoneses.   ÁREA DAS PROVÍNCIAS JAPONESAS Exposição que gira em torno de uma coleção de fotos especialmente selecionadas de cada prefeitura no Japão, para revelar as belas paisagens ao longo das quatro estações e edifícios.   ÁREA DE EXPERIÊNCIA CULTURAL Área interativa para conhecer a cultura japonesa. As mostras incluem cerimônia do chá, yukata, caligrafia ("shodo") e pesca yo yo, muito popular em festivais no Japão.   ESCRITÓRIO ITINERANTE DO CONSULADO GERAL DO JAPÃO NO RIO DE JANEIRO O Ministério das Relações Exteriores montou um posto de atendimento do Consulado Geral para oferecer informações e consultas para o público do Japão e outros participantes.   PROGRAMAÇÃO GRATUITA DE SHOWS Venha comemorar mais 120 anos da história de amizade entre Brasil e Japão! E assista ao vivo shows inéditos, sincronizando os ritmos dos melhores percussionistas brasileiros com os tradicionais tambores japoneses.   Sábado, 10 de Setembro  14:00-14:30 | Requios Gueino Dokokai - Eisa Taiko 16:00-17:30 | MONOBLOCO・KEITA BRASIL Sujeito à lotação   Domingo, 11 de Setembro 16:00-17:00  BATUCADA BLACK・KEITA BRASIL Sujeito à lotação   Sexta-feira, 16 de Setembro 15:00-16:00  Moacyr Luz e Samba do Trabalhador・KEITA BRASIL Sujeito à lotação   Domingo, 18 de Setembro 16:00-17:00  BATUCADA BLACK・KEITA BRASIL Sujeito à lotação   Mais informações https://tokyo2020.jp/en/special/rio-to-tokyo/por/lp.html   [+] saiba mais 1 Alcione Boleros | Gravação do DVD - ESGOTADO 17/09 Música Alcione Boleros | Gravação do DVD  ESGOTADO   Depois de passar pelas principais cidades brasileiras, realizar temporadas superlotadas por alguns dos seus principais teatros e casas de espetáculos, sem esquecer de mencionar as excursões internacionais em países como Portugal, Suíça, Alemanha, Moçambique e Angola com um espetáculo baseado no CD/DVD "Eterna Alegria ao Vivo", a cantora inicia um novo e inspirado projeto: "Alcione Boleros".   Amplamente compatível com seu histórico de hits românticos, letras e canções emocionais "à flor da pele", o projeto era um dos sonhos ainda não concretizados pela intérprete. "- Gosto de cantar aquilo que me emociona, e sempre me emocionava ao ouvir os sucessos de Ângela Maria, Núbia Lafayette, Elizeth Cardoso, e de tantas e tantas divas do gênero. E o meu público, felizmente, sempre aprovou minhas incursões pelo estilo. Tanto que alguns dos meus maiores sucessos pertencem ao gênero romântico".   Antes mesmo de seguir para o estúdio de gravação com a finalidade de registrar alguns dos seus boleros favoritos, Alcione resolveu apresentar o novo projeto para os fãs e está preparando uma próxima turnê. No repertório, inesquecíveis e antológicos boleros que se perpetuaram no imaginário coletivo. Melodias que embalaram, embalam, alimentam romances, amores e desamores. Músicas como "Risque" (Ary Barroso), "Segredo" (Herivelto Martins), "Que Queres Tu De Mim" (Jair Amorim / Evaldo Gouveia), "Gracias A La Vida" (Violeta Parra), "Escribeme" (Guilhermo Castillo), "Corsário” (João Bosco / Aldir Blanc), dentre muitas e muitas outras. Um roteiro que ainda incorpora apropriadas canções inéditas impregnadas de visceralidade e de um romantismo que a Marrom sabe incorporar como ninguém.   Apesar de começar este novo projeto com uma turnê nacional, o objetivo também é gravar um álbum inteirinho com standards do romantismo (e também novas composições) dedicados ao estilo que tem lugar cativo nas paradas de sucesso. O álbum, assim como o roteiro deste novo show, terá canções em português e em espanhol. Alcione, com àquele vozeirão peculiar, consegue seduzir as plateias interpretando samba, forró, jazz, reggae ou qualquer outro estilo de música. No entanto, a música romântica sempre teve um lugarzinho especial e cativo em seus espetáculos e, claro, no coração da sua apaixonada e fidelíssima legião de fãs.   Alcione Boleros, este novo projeto da cantora, por todos e tantos aspectos positivos já relatados, tem tudo mas tudo mesmo para ser mais um golaço de placa desta artista que, além de estar celebrando mais de 4 décadas de sucesso, conseguiu, em 2015, encantar o público ainda mais, cantando em francês no projeto "Inusitado", na Cidade das Artes. [+] saiba mais 1 Oficina de Origami 17/09 Arte e Educação Oficina de Origami   Origami é a arte tradicional japonesa de dobrar o papel criando representações de determinados seres ou objetos com as dobras geométricas de uma peça de papel, sem cortá-la ou colá-la. Venha aprender com o professor Bruno Ferraz divertidas formas como caixinha, coração entre outros. O origami também trabalha a memória, concentração, visão espacial e você ainda levará para casa todas as dobraduras feitas no dia.   Informações   Capacidade:​ 40 por sessão Inscrições: saladeleitura@cidadedasartes.org (terça a domingo - 10h às 18h) Mais informaçoes: 3325.0448 [+] saiba mais 1 Encontro de Corais - Câmara Comunitária da Barra da Tijuca 10/09 Música O Coral Em março de 2007, logo após a inauguração da sede própria da Câmara Comunitária da Barra, surgiu o Coral da Câmara Comunitária da Barra da Tijuca, como parte de seus objetivos. Formado por pessoas amantes da música e que gostam de cantar, o Coral iniciou suas atividades com, aproximadamente, 60 (sessenta) coralistas adultos, sem limite de idade, em 4 (quatro) vozes.   A Câmara Comunitária da Barra da Tijuca, fundada em junho de 1992,  tem por objetivo exercer a sua representatividade junto às autoridades públicas, nas questões relativas à qualidade de vida da Barra da Tijuca, nos seguintes aspectos: saneamento básico, segurança pública, transporte,saúde. educação e cultura. Constituem a CCBT Condomínios, Associações de Moradores, Escolas, Igrejas e Clubes, através de seus representantes (Síndicos, Presidentes, Diretores, etc), o que até o ano de 2006 totaliza aproximadamente 400 filiados,ou seja,mais de 45.000 unidades e 180.000 moradores. É com esta representatividade que a CCBT tem alcançado resultados em todas as suas reivindicações e conquistado o respeito e a admiração dos poderes constituídos, da imprensa e da população residente na Barra da Tijuca. A CCBT, hoje, com o Título de Utilidade Pública e reconhecimento internacional, é referência para dezenas de outras Câmaras Comunitárias implantadas em todo território nacional.   Corais participantes:   CCBT AABB Península Grupo Vocal Cantaí Clube de Regatas do Flamengo Encanta Rio 2 Barramares Tu Voz Mi Voz [+] saiba mais